Hamilton ultrapassa tudo e todos e vence no Brasil

Britânico partiu da décima posição, ultrapassou nove pilotos e venceu o GP do Brasil.

Brilhante! Assim foi o desempenho do campeão mundial Lewis Hamiton no Grande Prémio do Brasil de F1. O britânico da Mercedes saiu da décima posição devido a uma dupla penalização e acabou por ultrapassar tudo e todos... incluindo o líder do campeonato Max Verstappen, que acabou em segundo.

Valleri Bottas partiu da pole position depois de ter vencido a sprint race (formato experimental de mini corrida que define a grelha de partida da corrida principal) no sábado e terminou em terceiro em Interlagos. O top-10 fechou com Sergio Pérez, Charles Leclerc, Carlos Sainz, Pierre Gasly, Fernando Alonso, Esteban Ocon e Lando Norris.

"Que corrida! A equipa fez um trabalho incrível, assim como o Valtteri [Bottas]. Puxei pelo carro o máximo que consegui. Parti desde o último lugar do grid [na corrida de sprint], e depois ainda fui punido com mais cinco posições - penso que este foi o fim de semana mais difícil que já alguma vez tive. As coisas continuam a não ir ao nosso favor, mas isto só mostra que nós nunca desistimos e lutámos sempre. Nunca, nunca deixem de lutar. Sabe como se fosse a primeira [vitória da carreira]", atirou o piloto britânico da Mercedes, no final da corrida.

Interlagos está habituada a grande duelos e o deste domingo foi mais um para a história. A luta eletrizante entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP de São Paulo foi presenciada ao vivo por 170 mil pessoas. Foi a melhor resposta possível do britânico a um fim de semana muito difícil, com mais uma troca de mimos com Verstappen, que viu assim reduzida a vantagem que tem para o heptacampeão. O piloto da Red Bull tem agora mais 14 pontos do que Hamilton, quando faltam três provas para o final do campeonato.

Hamilton ganhou quatro posições na largada e na quinta volta já era terceiro e tinha deixado os Ferrari para trás. Depois passou Leclerc e Bottas, ficando atrás da dupla da Red Bull - a 5 segundos de Verstappen e 3s5 de Pérez. Depois dois toques entre pilotos deixaram a pista com detritos e foi acionado o safety car... arrefecendo o escaldante duelo na frente. Foi na volta 18 e na curva S (de Senna) que o britânico passou o mexicano numa manobra por fora. Só com Verstappan pela frente, o piloto da Mercedes foi à procura da vitória e ultrapassou o rival.

(em atualização)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG