Futebolista Artem Dzyuba pede dispensa da seleção da Rússia

Jogador tem familiares na Ucrãnia.

O capitão da seleção russa de futebol,, Artem Dzyuba, pediu dispensa do próximo estágio da equipa por ter familiares na Ucrânia, sob ataque da Rússia, anunciou esta terça-feira o selecionador, Valeri Karpine.

"Tendo em conta a situação difícil na Ucrânia, onde vivem muitos membros da sua família, Artem pediu desculpa e pediu, por motivos familiares, para não ser convocado", disse o treinador russo sobre o ponta de lança do Zenit São Petersburgo.

A Rússia, apesar de ter sido excluída da disputa dos 'play-off' de acesso ao Mundial Qatar2022, vai concentrar-se entre 21 e 27 de março, podendo vir a disputar jogos de preparação com outras equipas, embora o programa do estágio ainda não tenha sido revelado.

Karpine adiantou ainda que, "por razões logísticas", decidiu não chamar jogadores que atuem noutros países.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 564 mortos e mais de 982 feridos entre a população civil e provocou a fuga de cerca de 4,8 milhões de pessoas, entre as quais 2,8 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG