Frederico Varandas anuncia recandidatura à presidência do Sporting

Presidente leonino vai candidatar-se a novo mandato, mas anuncia que Rogério Alves não vai continuar como presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Frederico Varandas anunciou esta segunda-feira em entrevista à CNN Portugal que vai recandidatar-se à presidência do Sporting.

"Não é tabu. Sou uma equipa, tive de falar também com a minha família, pois este é um cargo muito egoísta. Afeta muito as pessoas que estão à nossa volta. Nunca pensei em não terminar o mandato. Quando decidi candidatar-me, acreditei que iríamos vencer e que chegaríamos ao sucesso. Tivemos que tomar medidas impopulares, que muitos adeptos e sócios não iriam entender. Iríamos colocar o dedo na ferida, teria de ser duro. Vamos recandidatarmo-nos", revelou no programa Rui Santos em Campo.

Varandas disse não estar preocupado com a concorrência na corrida às urnas nem com a percentagem de votos. "Sou um democrata, por um voto se ganha por um voto se perde. Tivemos 42 por cento nas últimas eleições, mas éramos sete candidatos. Em dois candidatos estavam 80% dos votos, eu e o Benedito. Não vou preocupar-me com quem vai candidatar-se. Em 2018 disse que a minha missão era deixar o clube melhor do que encontrei. Acredito que o clube está muito melhor. O que me leva a querer continuar? O Sporting é a parte irracional da minha vida. Sou muito racional na minha vida, mas o Sporting é paixão", acrescentou.

O também médico estabeleceu como principal objetivo de um eventual novo mandato reduzir o fosso para os rivais. "Nas deslocações para fora, são milhares de sportinguistas com o símbolo de campeão, miúdos que celebraram o título. Essa felicidade que sinto nos miúdos... muito foi feito para reduzir o gap para os nossos rivais mas não está fechado o fosso. Sou obcecado nisso, quero terminar esse fosso, não quero que esses miúdos vão para a escola levar com as piadas do Sporting acabar no Natal", afirmou, referindo que seria muito mau para o clube se estiver 40 anos na presidência.

O líder leonino anunciou ainda que o atual presidente da Mesa da Assembleia Geral, Rogério Alves, não vai recandidatar-se ao cargo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG