Dobradinha da Ferrari com vitória para Leclerc no arranque da F1

Max Verstappen, campeão em título, abandonou nas últimas voltas da primeira prova da temporada de 2022

O monegasco Charles Leclerc (Ferrari) venceu o Grande Prémio do Bahrain de Fórmula 1, prova de abertura do Mundial de 2022, na 'dobradinha' da Ferrari, com o espanhol Carlos Sainz no segundo lugar.

Leclerc, que partiu da 'pole position', liderou praticamente toda a corrida, conquistou a terceira vitória da carreira, ao terminar a corrida com 5,598 segundos de vantagem sobre Sainz e 9,675 sobre o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), sete vezes campeão do mundo.

O neerlandês Max Verstappen (Red Bull), campeão em título, abandonou nas últimas voltas, com problemas mecânicos, quando era segundo, tal como o seu companheiro de equipa, o mexicano Sérgio Pérez (Red Bull), na última volta, quando seguia em terceiro.

Para Leclerc, que começou a corrida na pole e lutou pela liderança com Verstappen nas primeiras voltas, a corrida foi puro deleite.

O homem do Mónaco disse à sua equipe, em mensagem rádio: "É exatamente assim que devemos começar a temporada. Um-dois bebé, um-dois. Mamma mia".

Já com o troféu da corrida nas mãos, Leclerc disse: "Estou tão feliz. Sabíamos que esta era uma grande oportunidade para a equipa e eles [mecânicos e restantes elementos] fizeram um trabalho incrível, construindo um carro incrível." "Uma dobradinha hoje com Carlos - não poderíamos esperar melhor. É incrível estar de volta ao topo."

Leclerc tinha largado na pole e, num furioso início de corrida, trocou de liderança com Verstappen várias vezes, sob os holofotes no Golfo.

A corrida foi interrompida quando o safety-car entrou em pista na volta 51, depois de Pierre Gasly ter de sair à pressa do seu Alpha Tauri, que pegou fogo.

Quando a corrida recomeçou, Sainz atacou Verstappen pelo segundo lugar, mas a corrida do neerlandês terminou com uma amarga deceção, pois o seu Red Bull pareceu perder toda a potência na volta 55 e teve que entrar nos boxes sem pontuar.

Para a Ferrari, este foi o primeiro triunfo em 45 corridas. Esta foi também a terceira vitória da carreira de Leclerc, que já tinha vencido o GP da Bélgica e o de Itália de 2019.

A última vitória da Ferrari tinha acontecido no GP de Singapura de 2019, pelas mãos do alemão Sebastian Vettel, numa prova em que a 'scuderia' também fez a 'dobradinha', pois Leclerc foi segundo.

Na corrida de hoje, nota ainda para o 10.º lugar de Guanyu Zhou, que se tornou no primeiro piloto chinês a pontuar na Fórmula 1.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG