Conceição e o ataque à família: "Não podemos ultrapassar a linha entre a paixão e a estupidez"

Na véspera do jogo com o Sp. Braga, o treinador dos dragões fez questão de separar a atitude daqueles que apedrejaram o seu carro e os restantes adeptos portistas.

"Nada é mais importante do que a minha família." Foi desta forma que Sérgio Conceição falou pela primeira vez do apedrejamento ao carro onde seguia a sua família depois da derrota do FC Porto, em casa, com o Club Brugge, para a Liga dos Campeões, há pouco mais de duas semanas.

Na antevisão ao jogo desta noite (21.15 horas, SportTV1) com o Sp. Braga, no Estádio do Dragão, o treinador portista admitiu que foi uma situação que "abalou" a sua família e aproveitou para agradecer "o apoio de todos os quadrantes, sem distinção clubística", que recebeu após o ataque. "Trocava todo o sucesso desportivo na minha vida pelo bem-estar da minha família. Foi um ataque feio a gente que não está diretamente ligada ao nosso sucesso desportivo", disse, deixando uma certeza: "Não podemos passar aquela linha que é o limite exigível do bom comportamento. A linha entre aquilo que é a paixão e a vontade de vencer e o inqualificável ou a estupidez."

Sérgio Conceição aproveitou ainda para sublinhar que "foi um gesto inqualificável de alguém, isolado", pois fez questão de separar o autor do ataque do resto dos adeptos: "Não revejo nesse gesto toda a gente que ama o FC Porto."

Após dois jogos sem vencer - com o Club Brugge e o Estoril -, os dragões voltam agora à competição com a receção a um Sp. Braga, que ocupa o segundo lugar da I Liga sem qualquer derrota e apenas um empate concedido (com o Sporting). Conceição fez questão de dizer que os bracarenses são "um dos candidatos ao título", razão pela qual a sua equipa tem "muito que melhorar em relação a um passado bem recente", afinal o adversário desta noite "está muito forte, é o melhor ataque e é uma equipa consistente em termos defensivos".

O técnico portista aproveitou para dizer que "gostava que este jogo aparecesse num outro momento"porque os seus jogadores estiveram até à pouco nas seleções. "O Uribe que chegou ao aeroporto e veio diretamente para aqui", disse, referindo-se ao médio colombiano, que já esteve no Olival, após representar a sua seleção.

Outro tema abordado por Sérgio Conceição foi a polémica em torno das alegadas simulações de Mehdi Taremi durante os jogos. "Ele é muito inteligente, tem um caráter fantástico, é um grandíssimo profissional e um ser humano fabuloso. Não é um jogador que altere o estado emocional. É certo que está farto de ser massacrado, mas o que importa é falar de futebol com ele", argumentou.

Por sua vez, Artur Jorge, treinador do Sp. Braga, garantiu que a sua equipa vai ao Dragão com a ambição de "vencer". "Vamos com a ambição de todos os jogos", garantiu, tendo deixado a certeza que acredita que um dia os bracarenses vão festejar um título nacional. "Queremos ser melhores a cada ano. Toda a gente fala da possibilidade de o Sp. Braga ser campeão, eu também acredito. Quando será, os resultados da equipa vão dizer", rematou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG