Coentrão: "Há jogadores que falaram mal de Ronaldo e não lhe chegam à sola dos sapatos"

Antigo lateral esquerdo internacional português diz que críticas ao avançado são "uma vergonha".

Fábio Coentrão saiu em defesa de Cristiano Ronaldo, seu antigo companheiro de equipa no Real Madrid e na seleção nacional, mostrando-se incrédulo com as críticas que têm sido feitas ao avançado de 37 anos.

"É uma vergonha o que tem acontecido. O Ronaldo, que tem feito o que tem feito durante toda a carreira... É muito feio o que se está a passar com ele. Apesar de não estar a render ao nível habitual, é uma vergonha. As pessoas começam a falar dele, que se dá mal com os companheiros de equipa e as coisas são mal-interpretadas. É algo horrível, eu sei como ele é. Convivi com ele muitos anos e não tem de me dizer como as coisas são: eu sei. É impossível que Ronaldo não se dê bem com Bruno ou qualquer outro jogador. É uma pessoa fantástica", afirmou o antigo lateral esquerdo ao portal espanhol Relevo.

Coentrão diz mesmo que se Ronaldo ainda estivesse no Real MAdrid teria feito mais golos na época passada do que Karim Benzema, último vencedor da Bola de Ouro.

"O Real Madrid tem o Benzema que faz 40 golos, mas sabem bem que se o Cristiano lá estivesse faria 60. Sabes tu, sei eu e sabe qualquer um que saiba um pouco de futebol. O Cristiano faria os golos que quisesse no Real Madrid. Em Manchester as coisas não lhe correram bem porque as pessoas de lá estavam a incomodá-lo. Um jogador precisa de tranquilidade para que as coisas lhe saiam bem. Há muitos jogadores que falaram mal dele e não lhe chegam à sola dos sapatos. No Mundial ele vai calar muitas bocas. Há ex-jogadores que foram uma merda e falam de Ronaldo como se tivessem sido alguma coisa. Não têm de falar assim", vincou.

Cristiano Ronaldo rescindiu por mútuo acordo com o Manchester United com efeitos imediatos, anunciou esta terça-feira o clube inglês numa nota publicada no seu site oficial.

O emblema de Old Trafford agradeceu ao internacional português "o seu imenso contributo durante as duas passagens" pelo clube, realçando os 145 golos em 346 jogos do futebolista de 37 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG