Bruno Lage deixa de ser treinador do Wolverhampton

O treinador português não resistiu aos maus resultados, tendo apenas vencido um dos 15 últimos jogos a contar para a Premier League.

Bruno Lage foi despedido do comando técnico do Wolverhampton. O clube inglês anunciou oficialmente a saída do treinador português de 46 anos, tendo deixado uma mensagem nas redes sociais. "Gostaríamos de agradecer a Bruno e à sua equipa técnica pelos seus esforços durante seu tempo que estiveram no no clube e desejamos-lhes o melhor para o futuro", pode ler-se numa publicação na rede social Twitter.

O técnico português não resistiu aos maus resultados, que colocam a equipa em lugar de despromoção na Premier League à oitava jornada, com apenas uma vitória (com o Southampton) e três empates (frente a Fulham, Newcastle e Bournemouth) conquistados.

Aliás, nos últimos quinze jogos para o campeonato apenas obteve um triunfo, sendo que a última derrota foi este sábado, em Londres, diante do West Ham, por 2-0.

Bruno Lage chegou ao clube no início da época passada, na qual conquistou um 10.º lugar, com 15 vitórias em 38 jornadas, tendo ainda sido eliminado na 4.ª eliminatória da Taça de Inglaterra e na 3.ª ronda da Taça da Liga.

O Wolverhampton é a equipa mais portuguesa da Premier League, com 10 atletas. São eles José Sá, Nélson Semedo, Toti Gomes, Rúben Neves, Matheus Nunes, João Moutinho, Pedro Neto, Gonçalo Guedes, Chiquinho e Daniel Podence, que agora ficam à espera de conhecer o novo comandante da equipa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG