Benfica aplica chapa quatro ao Estrela da Amadora e segue em frente na Taça

Águias vão defrontar Fafe ou Belenenses nos quartos de final. Chiquinho (dois), Seferovic e Waldschmidt marcaram os golos

O Benfica goleou esta terça-feira o Estrela da Amadora 4-0, em jogo dos oitavos de final da Taça de Portugal de futebol, e carimbou a passagem à próxima fase da prova, onde vai defrontar Fafe ou Belenenses SAD.

No regresso de Jorge Jesus ao Estádio José Gomes, na Reboleira, as águias colocaram-se na frente do marcador perto do final do primeiro tempo, por Chiquinho (42), tendo selado na segunda parte o apuramento para os quartos de final da prova, com golos de Seferovic (51), o bis de Chiquinho (62) e de Luca Waldschmidt (66).

Entrou dominante o Benfica, a empurrar o Estrela para o seu meio-campo defensivo, mas foi do Estrela da Amadora a primeira oportunidade de golo, com Sérgio Conceição, filho do técnico do FC Porto, a arrancar pelo corredor central com a bola controlada e a rematar à entrada da área para a primeira defesa da noite de Helton Leite.

Optando por uma pressão alta, o Estrela da Amadora colocou o Benfica em dificuldades nos minutos seguintes, mas Pedrinho, após boa combinação com Gonçalo Ramos, e Chiquinho, surpreendido no último segundo com um corte de Sérgio Conceição, dispuseram das melhores oportunidades para inaugurar o marcador.

Já depois da meia hora, Paollo Madeira mostrou créditos e, em dois lances, deixou Jardel mal na fotografia e podia ter colocado o Estrela da Amadora na frente: no primeiro lance, Murillo rematou fraco, depois do passe atrasado do avançado, e, no segundo, por sua conta e risco, o brasileiro atirou rente ao poste da baliza encarnada, com Helton Leite estendido no relvado.

Aos 42, depois de várias ameaças de parte a parte, Chiquinho quebrou o gelo na noite fria da Amadora e fez o 1-0 para a equipa de Jorge Jesus: na sua estreia a marcar esta época, o extremo foi mais lesto na resposta a uma grande defesa de Filipe Leão a remate de Seferovic em cima da linha de golo, dominou, procurou o melhor espaço e atirou a contar.

Na entrada para o segundo tempo, aos 49, o Benfica podia ter dobrado a vantagem, mas, uma vez mais, Seferovic voltou a mostrar-se perdulário e, com a baliza escancarada, permitiu a intromissão do defesa do Estrela no último instante.

O suíço aprendeu a lição e no lance seguinte faturou mesmo o 2-0, desta vez após assistência de Diogo Gonçalves no flanco direito, com a bola ainda a tabelar no central do Estrela.

A equipa de Rui Santos não se deixou ficar e, com o cronómetro nos 54 minutos, chegou mesmo a marcar por Hélder Laton. Contudo, o videoárbitro entrou em ação e impediu a festa tricolor, ao detetar um fora de jogo.

Pouco depois, aos 62, o Benfica acabou em definitivo com as esperanças da equipa da Reboleira, com Chiquinho a bisar no jogo. No início do lance, Seferovic disparou para mais uma grande intervenção de Filipe Leão, a bola acabou na zona de Chiquinho, que matou a bola no peito e de pé direito atirou para o fundo da baliza.

Depois de muito resistir e ter estado perto de surpreender o Benfica na primeira parte, o Estrela da Amadora quebrou e aproveitou o Benfica para alargar a vantagem, com Waldschmidt, após assistência de Pedrinho, aos 66, a colocar o nome no 4-0.

Talvez já a pensar no duelo da próxima sexta-feira, para a Liga portuguesa, frente ao FC Porto, Jorge Jesus iniciou o período de substituições nas águias e o jogo perdeu a intensidade dos minutos iniciais da segunda parte.

Até final, Filipe Leão e Helton Leite brilharam entre os postes, impediram que se comemorassem mais golos na Reboleira, e confirmou-se o apuramento do Benfica e a primeira derrota do Estrela da Amadora esta temporada, ao fim de 15 jogos invencibilidade.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG