Luol Deng, estrela dos Lakers, contra Trump: "Sou um orgulhoso refugiado"

Em resposta à proibição da entrada nos EUA de refugiados de sete países, o basquetebolista dos LA Lakers Luol Deng, de origem sudanesa e nacionalidade britânica, disse na segunda-feira ser "um orgulhoso refugiado".

Na sexta-feira, o novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, proibiu a entrada no país de todos os refugiados por um período mínimo de 120 dias, de refugiados sírios indefinidamente, e a de cidadãos de sete países muçulmanos -- Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen -- durante 90 dias.

O jogador dos Lakers, da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA), nasceu no Sudão, mas depois de emigrar para o Egipto, radicou-se na Grã-Bretanha, tornando-se cidadão britânico em 2006, tendo mesmo representado a Grã-Bretanha nos Jogos Olímpicos Londres2012.

"Sou um orgulhoso refugiado. Não seria o que sou hoje se não tivesse a oportunidade de encontrar refúgio num 'porto seguro'. O acolhimento de refugiados salvou muitas vidas. Há inúmeras famílias a escapar das profundezas do desespero", escreveu Luol Deng nas suas contas nas redes sociais.

O basquetebolista insistiu que os refugiados "trabalham arduamente para tirar o maior proveito das suas novas casas" e que são "membros produtivos da sociedade". "Apoio todos os refugiados, de todas as religiões, assim como as políticas que os acolheram", frisou o jogador dos Lakers.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG