Arsenal vence dérbi em casa do Chelsea e reassume liderança

É a segunda vez que o Arsenal vence três jogos seguidos contra o Chelsea em Stamford Bridge, com o trunfo deste domingo a somar-se aos de 2021/22 e 2020/21.

Um golo do central Gabriel Magalhães permitiu este domingo ao Arsenal vencer fora o dérbi londrino com o Chelsea, num enorme teste aos 'gunners', que reassumem a liderança na Liga inglesa de futebol.

A vitória em Stamford Bridge, alicerçada num golo do defesa brasileiro, aos 63 minutos, na sequência de um canto apontado por Sako, deixa a equipa de Mikel Arteta novamente na frente do campeonato, com mais dois pontos do que o Manchester City.

"Penso que merecemos a vitória de hoje, desde o início até ao fim. Somos uma equipa muito, muito melhor nos tempos que correm. Estamos tão felizes que tudo esteja neste momento a correr da melhor maneira", disse no final o 'gunner' Granit Xhaka.

É a segunda vez que o Arsenal vence três jogos seguidos contra o Chelsea em Stamford Bridge, com o triunfo deste domingo a somar-se aos de 2021/22 e 2020/21, numa sequência apenas com cenário idêntico entre 1950 e 1951.

Nesta 15.ª jornada da Liga inglesa, o Arsenal somou o sétimo jogo consecutivo com o estatuto de invencível (seis vitórias e um empate), com a última derrota na Liga a datar ainda do início de setembro, em casa do Manchester United.

O difícil jogo deste domingo, a juntar a uma sequência em que venceu outros 'grandes', nomeadamente Tottenham e Liverpool, confirma, uma vez mais, que os 'gunners' podem ser sérios candidatos ao título, o que não acontecia há algum tempo.

Numa época mais atípica para o Liverpool, 'afundado' no 10.º lugar, pode ser o Arsenal, que conta com Cédric e Fábio Vieira - este domingo sem saírem do banco - o grande opositor do bicampeão Manchester City.

Os 'citizens', de João Cancelo, Rúben Dias e Bernardo Silva, saíram desta ronda com uma sofrida vitória em casa, diante do Fulham (2-1), de Marco Silva e João Palhinha, num jogo decidido apenas nos descontos e de penálti.

A equipa sofreu para agarrar os três pontos, sobretudo face à expulsão de João Cancelo ainda a meio da primeira parte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG