Filha de Michael Jackson sobre 'Leaving Neverland': "Não há nada que eu possa dizer"

Paris Jackson pede aos fãs para relaxarem e garante que não vai fazer nada para defender o pai das acusações de abusos sexuais.

Sobre Leaving Neverland, o documentário da HBO em que dois homens contam como, na infância, foram abusados por Michael Jackson, a filha do músico, Paris, não tem nada a dizer: "Não há nada que eu possa dizer que ainda não tenha sido dito em sua defesa", escreveu a modelo de 20 anos na sua conta de Twitter.

Paris apoia o esforço da família para limpar o nome de Michael Jackson mas diz que essa não é a sua função. "Taj está a fazer um excelente trabalho", diz, referindo-se a Taj Jackson, sobrinho do músico e que está, ele próprio a preparar um documentário sobre o tio em que vai falar de todas as acusações.

Paris, que é a segunda filha de Michael Jackson, já antes tinha pedido aos fãs para "relaxar" e "fumar um pouco de erva" em vez de se enervarem com as alegações que estão no documentário Living Neverland.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.