Casaco icónico de Kurt Cobain vendido em leilão por 334 mil dólares

A peça de roupa foi considerada "o Santo Graal entre qualquer peça de roupa que ele já usou". É o casaco mais caro alguma vez vendido num leilão.

Manchado, queimado por um cigarro e por lavar há cerca de três décadas. Foi assim que foi leiloado o cardigã verde que pertencia ao falecido vocalista da banda Nirvana, Kurt Cobain, em Nova Iorque, neste sábado, pelo valor de 334 mil dólares, em Nova Iorque. Tornou-se, assim, o casaco mais caro alguma vez já vendido em leilão, segundo a BBC.

Para os fãs, não é só uma peça de vestuário do seu ídolo, mas também as memórias dos concertos que deu acompanhado da mesma. É exemplo a atuação que fez em novembro de 1993, no MTV Unplugged, uma série do canal MTV, onde bandas e artistas iam apresentar as suas músicas em versão acústica. Neste concerto, considerado um dos melhores da banda, o cantor vestiu o casaco sobre uma camisa e uma T-shirt, ao som das músicas mais célebres dos Nirvana, como Come as You Are.

Segundo a presidente da casa de leilões, Darren Julien, este pode mesmo ser considerado "o Santo Graal entre qualquer peça de roupa que ele já usou".

Até agora, o casaco tinha estado na posse de Jackie Farry, amigo e assistente pessoal de Kurt Cobain.

No mesmo leilão, foi também vendida uma guitarra personalizada do cantor, uma Fender Mustang, por 340 mil dólares. Foi usada por Kurt Cobain numa das digressões da banda - In Utero - e ficou durante anos exposta no museu norte-americano Rock and Roll Hall of Fame, dedicado aos maiores artistas da indústria rock e pop.

O vocalista e guitarrista dos Nirvana morreu em abril de 1994, com apenas 27 anos.

Exclusivos