Exclusivo A "saga" portuguesa de Oscar Niemeyer

Reconhecido internacionalmente por obras como a Catedral de Brasília ou o Palácio Mondadori em Milão, o arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer deixou também a sua marca na Madeira. Uma "aventura" agora recordada em livro por Carlos Oliveira Santos.

"Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país." É com esta declaração de princípios estéticos que abre o livro Um Niemeyer é sempre um Niemeyer (edição bilingue português-inglês da Âncora Editores), com que o seu autor, Carlos Oliveira Santos, se propõe assinalar o décimo aniversário da morte do arquiteto brasileiro, no que conta ainda com os tributos gráficos e escritos de Álvaro Siza, Santiago Calatrava, do bisneto de Oscar, Paulo Niemeyer, Paula Klien, André Faria e Raphael Iruzun Martins.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG