Pela primeira vez a NASA lança um foguetão de uma base no Outback australiano

Uma base comercial no distante deserto da austrália permite condições únicas para certos lançamentos.

O primeiro lançamento da NASA de uma base comercial fora dos Estados Unidos foi realizado este domingo na Austrália, um momento "histórico" para a indústria espacial deste país.

Tratou-se do primeiro de três lançamentos planeados do Centro Espacial Arnhem. O foguetão, carregando tecnologia comparável a um mini telescópio Hubble, foi lançado e ascendeu cerca de 350 quilómetros no céu noturno do Outback australiano.

"É um momento importante para nós, como empresa em particular, mas é histórico para a Austrália", disse à AFP Michael Jones, CEO da Equatorial Launch Australia, pouco antes da descolagem.

Jones, cuja companhia é proprietária e opera uma base de lançamentos no extremo norte da Austrália, descreveu o feito como uma "festa de inauguração" para a indústria espacial do país e ressaltou que a oportunidade de trabalhar com a NASA representava um marco para a indústria espacial comercial australiana.

Após uma série de atrasos por causa das condições climáticas, o foguetão de voo suborbital rasgou os céus para estudar os raios X que emanam dos sistemas Alpha Centauri A e B.

Após atingir seu apogeu, a carga útil do lançador deverá captar dados desses sistemas estelares antes de retornar à Terra.

De acordo com a NASA, o lançamento oferece um olhar único sobre esses sistemas distantes e abre uma janela de possibilidades para os cientistas.

"Estamos empolgados de poder lançar missões científicas importantes do hemisfério sul e observar objetos que não podemos dos Estados Unidos", disse Nicky Fox, diretor da divisão de heliofísica da NASA, em Washington, no anúncio da missão.

Segundo Michael Jones, a localização única dificultou os preparativos, com anos de trabalho para obter aprovação do governo, existindo ainda a necessidade de transportar os foguetões em barcaças para o local de lançamento, que fica cerca de 28 horas de carro de Darwin, no norte da Austrália.

Este é o primeiro foguetão da NASA lançado da Austrália desde 1995, e o projeto foi aclamado pelo primeiro-ministro australiano, Anthony Albanese, como o início de uma "nova era" para a indústria espacial do país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG