Arte em movimento

O Volkswagen Arteon é uma obra de arte. Onde o design se encontra com a funcionalidade, numa simbiose perfeita que o transforma numa inconfundível peça de joalharia. Quer esteja parado ou em movimento.

Dianteira marcante. Janelas laterais sem friso. Silhueta aerodinâmica. O Volkswagen Arteon convida-o a desfrutar da beleza. Parado, em silêncio, ou deslocando os seus 4,86 metros de comprimento. Quer esteja sozinho ou acompanhado. Os três níveis de acabamento que disponibiliza (Basis, Elegance, R Line), tantos quanto o número de motorizações existentes na gama (2.0 TDI de 150 e 190 cv; 2.0 TSI de 272 cv), permitem personalizá-lo de acordo com os gostos pessoais e as necessidades específicas de cada um.

A versão base oferece-lhe, de série, pormenores requintados e faróis modernos, com tecnologia LED. As linhas de design Elegance e R Line cumprem, também, os mais elevados requisitos, propondo, além disso, pormenores exteriores e interiores harmonizados entre si. O nível Elegance apresenta-se com uma imagem exclusiva, ao passo que a especificação R Line potencia o carácter dinâmico deste fastback de cinco portas, graças aos extras desportivos que o embelezam. Mas, independentemente da escolha que faça, as três versões partilham uma característica: o design fascinante. Que encontra nas jantes "Rosario" de 20" (tenham elas acabamento "Grafite Dark Mate" ou não) e nas inserções em preto brilhante o seu expoente máximo. Sem esquecer a vasta linha de acessórios Volkswagen, que pode ser consultada no catálogo completo.

Tudo debaixo de olho

Espaço, modernidade e funcionalidade são apenas alguns dos predicados que se coadunam com o interior. O sofisticado habitáculo seduz pela sua linguagem, de formas claras e pelos materiais selecionados. A iluminação ambiente, em conjunto com as inserções decorativas, conferem ao cockpit uma imagem requintada de elevada qualidade e que proporciona uma atmosfera de bem-estar. Já os pormenores elegantes, sublinham o elegante design. Viajar sentado nos bancos conforto de topo de gama, com os estofos "Sideways" em preto, é um verdadeiro prazer. Para mais, exibindo o Head-up-Display as informações da viagem diretamente no campo de visão do condutor. A velocidade, os sinais de trânsito, a atividade dos sistemas de assistência, as mensagens de aviso e os alertas de navegação são projetados, diretamente, no para-brisas.

O ar condicionado, de série, mantém o interior do Arteon à temperatura desejada, com o comando eletrónico a registar todas as grandezas que possam influenciar a temperatura, como a intensidade e irradiação solares e a temperatura exterior. A bagageira, com 563 litros de capacidade, cumpre todos os requisitos de uma utilização familiar. E, graças à função "Easy Open", basta um pequeno movimento com o pé por baixo do para-choques para que a abertura elétrica aconteça. Com o fecho elétrico, dotado de função de retardamento, a bagageira volta a fechar-se ao toque de um botão, facilitando as cargas e descargas.

Incomparável é, também, a lista de dispositivos de assistência à condução. Eis alguns: "Emergency Assist"; "Side Assist"; controlo automático da distância com regulação preventiva da velocidade; "Lane Assist"; "Area View"; "Front Assist"; assistente de congestionamento de trânsito; "Park Assist".
Com tudo isto, consegue-se compreender porque na vida precisamos de arte que se possa tocar e, em alguns casos, conduzir, certo?

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.