Sol em bom português

A escassos passos do mar e com a língua portuguesa como guia maior, O Sol da Caparica regressa em Agosto deste ano, para a sexta edição de um festival que é, cada vez mais, de passagem obrigatória para os amantes da música.

Entre 15 e 18 de Agosto, é ao Parque Urbano da Costa, na Costa da Caparica, em Almada, que todos os caminhos vão dar. Ou, pelo menos, os caminhos daqueles que seguem e gostam de música em português. Tem sido essa, afinal, a missão do festival O Sol da Caparica desde a primeira edição: juntar num único espaço o melhor da música lusófona, com artistas de diferentes estilos musicais, nações e gerações a pisarem os palcos perante uma plateia, também ela, feita de gente de todas as idades.

Depois de cinco anos a apresentar grandes nomes da música em português, a sexta edição não deixa os créditos por mãos alheias e prova que o melhor ainda está, mesmo, por vir, com um cartaz de luxo:

Dia 15
Anselmo Ralph, Matias Damásio, David Carreira, D.A.M.A., Mayra Andrade, Linda Martini, Flak, Benjamim, Kyaku Kyadaff com Rui Orlando, Leo Príncipe, Halison Paixão, Twenty Fingers, Rich & Mendes e Mary N

Dia 16
Seu Jorge, Mariza, Carlão, Luís Represas, Luísa Sobral, Fred, Dany Silva, Jafumega, I Love Baile Funk, The Happy Mess, Lookalike e Diana Lima

Dia 17
Ludmilla, Richie Campbell, Gabriel o Pensador, Capitão Fausto, Karetus, Boss AC,Mishlawi, Plutonio, Força Suprema
(Don G, Prodígio, NGA), Supa Squad, RIOT Dj Set e Truekey

Dia 18 (Dia das Crianças)
Mão Verde (Projecto da rapper Capicua e do Pedro Geraldes dos Linda Martini), Recreio da Anitta (projeto infantil popularizado pelas mais de 73 milhões de visualizações no youtube) e Porbatuka (projeto musical de percussão que pretende dar a todos os seus elementos formação musical, técnica acompanhada de movimento, coreografia e dança)

Referências da pop ao hip-hop, do rock alternativo aos ritmos africanos, do funk e, claro, a encerrar a noite, da dance music, provando que a música em português não se esgota em rótulos. Mas além da música, o festival O Sol da Caparica recebe outras atividades, como comédia, dança, surf e passatempos e, claro, muitos espaços dedicados à gastronomia, para que nada falhe nestes dias à beira-mar.

Os bilhetes para o festival O Sol da Caparica já estão disponíveis para venda através da Ticketline e locais habituais, com preços entre os 19 euros (bilhete diário) e os 39 euros (passe de 4 dias). Além dos bilhetes ditos "normais", este ano há ainda uma nova forma de acesso: a tenda VIP, que garante uma vista privilegiada para assistir a todos os concertos, duas bebidas e estacionamento, pelo preço de 60 euros por dia ou 150 euros no caso do passe de 4 dias.

Exclusivos