Uma árvore de porcelana para um Natal de luxo

A segunda maior árvore de porcelana do mundo, com peças Vista Alegre, foi concebida por Cláudia Lopes e pode ser vista no Museu da Misericórdia do Porto até 14 de Janeiro

São cinco metros de altura e 2,5 toneladas de 3 mil peças Vista Alegre a formar uma árvore de Natal de porcelana Vista Alegre, da autoria da artista plástica Cláudia Lopes, para ver no Museu da Misericórdia do Porto até 14 de Janeiro. A segunda maior árvore de Natal do mundo - a maior, com 9 metros e 5 mil peças de porcelana, é anualmente concebida na cidade belga Hasselt, recorrendo a peças oferecidas pelos moradores da localidade - enquadra ainda uma exposição de mesas de Natal que mistura exuberância e sobriedade, tradição e contemporâneo, conservador e inesperado, sob o signo da criatividade. Nas Artes da Mesa - Tradição e Modernidade na Vista Alegre, a mesa da Consoada é assim interpretada pelos decoradores Guilherme do Vale, Isabel Pires de Lima, e a dupla Sofia Costa e Gonçalo Chen.

A exposição foi inaugurada na sexta-feira, no Museu e Igreja da Misericórdia do Porto, pela Vista Alegre e a Misericórdia do Porto, e as mesas de Natal estão enquadradas pela notável instalação artística da autoria da artista plástica Cláudia Lopes, que utilizou peças de porcelana do mundo inteiro para criar a sua árvore de Natal.

Artista plástica formada pela FBAUP e com mestrado em Criação Artística Contemporânea pela Universidade de Aveiro, Cláudia Lopes participa, desde 2001, em exposições coletivas e individuais. Para a criação da Árvore de Natal, recorreu a peças da Fábrica de Porcelana da Vista Alegre em Ílhavo, evocando o espírito da partilha, da festa, do convívio, e recria no espaço da Galeria do Benfeitores do Museu e Igreja da Misericórdia do Porto, uma peça que nos remete para o imaginário natalício.

Quanto aos artistas que fazem a exposição, Guilherme do Vale, decorador há uma década, buscou inspiração para a sua mesa de Natal no Presépio Biscuit da Vista Alegre, uma imponente escultura da autoria do escultor Leopoldo de Almeida. A mesa, a que chamou Luz Eterna, é dominada exclusivamente pelo branco e dourado, através da utilização das coleções Mouraria, by Mariza, Paseo by Vista Alegre e Christian Lacroix e Matrix, sendo a primeira cor sendo sinónimo de paz e pureza, a segunda trazendo a luz e a tradição natalícias e simbolizando, também, o rasto dourado da estrela cadente que guiou os Reis Magos, explica a organização.

Isabel Pires de Lima, formada em Design de Interiores pelo IADE, com mais de 12 anos de atividade nos domínios do design de interiores, decoração, hotelaria e vitrinismo, encontrou inspiração para a sua mesa de Natal, que intitulou de "Tão Serena", na talha Oriental da coleção Margão da Vista Alegre. A proposta da decoradora pretende recriar o jantar da noite de Natal, partindo do azul-escuro, do dourado e do branco, cores que para Isabel espelham o espírito da época. O resultado é uma combinação do estilo clássico e vegetalista do serviço de mesa Anna, do orientalismo da coleção Margão e da modernidade dos copos de cristal Lybra, acrescenta a organização em comunicado.

Sofia Costa, formada em Design Têxtil pelo IADE, decoradora do programa de televisão "Querido Mudei a Casa" da SIC Mulher, assina em parceria com Gonçalo Chen que, apesar da formação inicial em Medicina Nuclear, decidiu dedicar-se à decoração de interiores, a mesa "Força da Natureza". A dupla de decoradores elegeu a "Caixa Beringela" da coleção oriental Tobacco Leaf da Vista Alegre como ponto de partida, à qual juntou criações com inspirações diversas, como elementos em biscuit, toques de Art Déco, peças em vidro e ainda pormenores em faiança da Bordallo Pinheiro, criando uma mesa de Natal com uma paleta de 27 cores. A inauguração da exposição Artes da Mesa - Tradição e Modernidade na Vista Alegre contou com o apoio da marca de Vinho do Porto Niepoort e com a e cutelaria portuguesa Herdmar

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG