Sintra e Amadora discriminadas na expansão do metro, diz PSD

PSD quer que o Governo explique o seu projeto de expansão do metropolitano de Lisboa

O PSD quer que o Governo explique o seu projeto de expansão do metropolitano de Lisboa, por considerar que o executivo está a "discriminar" as populações de Amadora e Sintra nesta matéria.

Em pergunta dirigida ao executivo, e a que a agência Lusa teve hoje acesso, o PSD sustenta que declarações recentes do presidente do Metro de Lisboa - dizendo que os investimentos para "alargamento da rede do metropolitano seriam realizados exclusivamente na cidade de Lisboa - consistem numa "verdadeira surpresa" que entra em contradição com o anunciado em 2009.

"Com os investimentos previstos para a Amadora desviados para a extensão da rede do Rato até ao Cais do Sodré, só podemos concluir que, uma vez mais, os amadorenses e sintrenses veem-se privados de uma mobilidade de qualidade em detrimento de Lisboa", assinala ainda o partido, no texto endereçado ao ministro do Ambiente, que tutela a rede de metropolitano de Lisboa.

O PSD quer saber "quais os estudos que sustentam" a "mudança de orientação estratégica" de investir na capital e não na área envolvente, e querem também que o Governo diga que medidas tem na forja para "compensar" as populações de Amadora e Sintra.

"As autarquias de Amadora e Sintra foram previamente auscultadas neste processo", interrogam ainda os deputados que assinam o texto: Carlos Silva, Luís Leite Ramos, António Costa Silva e Sandra Pereira.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub