Lista oficial dos mortos em Pedrógão Grande exclui vítimas indiretas

Uma 65.ª vítima não consta da lista oficial. Outras poderão ter ficado de fora devido aos critérios das autoridades para contabilizar as mortes

Alzira Costa é a 65.ª vítima do incêndio de Pedrógão Grande: foi atropelada quando fugia do fogo, mas por não ter morrido vítima de consequências diretas do incêndio - por queimaduras ou inalação de fumo - não consta da lista oficial compilada pelas autoridades, avança este sábado o Expresso.

Segundo o semanário, que conseguiu identificar e divulgar os nomes de todas as vítimas de Pedrógão Grande, e que o Estado não divulga por estar em segredo de justiça devido ao processo que decorre para apurar responsabilidades criminais, outras vítimas podem estar por mencionar devido aos critérios técnicos. Casos semelhantes ao de Alzira, que foi encontrada na estrada com a cabeça e o braço partidos. A GNR já terá identificado o autor do atropelamento.

A exceção foi para o bombeiro Gonçalo Conceição que, apesar de ter morrido num acidente rodoviário quando combatia o incêndio, está incluído na lista oficial de vítimas.

De acordo com o Expresso, nas localidades mais afetadas circulam dúvidas sobre o verdadeiro número de vítimas do fogo que deflagrou no passado mês de junho. Ao semanário, o Ministério da Justiça garante que não há mortos por identificar ou desaparecidos. Mas familiares e amigos das vítimas já se reuniram para discutir a criação de uma associação que pretende "apuramento de responsabilidades e acompanhamento das investigações", disse ao semanário Nádia Piazza, que perdeu o filho de cinco anos. A associação deverá estar formalmente constituída na primeira quinzena de agosto.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub