Trapalhada dos Óscares já tem um culpado

"Cullinan entregou por engano o envelope substituto de Melhor Atriz em vez do envelope de Melhor Filme", explicou a PwC

Foi um consultor da PricewaterhouseCoopers (PwC) o culpado pela trapalhada na entrega do Óscar de Melhor Filme nos Óscares da Academia, disse a empresa na segunda-feira à noite.

Brian Cullinan, uma das duas pessoas da PwC que têm a missão de fazer a contagem dos votos e distribuir os envelopes com os resultados, entregou o envelope errado aos apresentadores, Warren Beatty e Faye Dunaway, que acabaram por anunciar La La Land e não Moonlinght como Melhor Filme. O erro demorou alguns minutos a ser corrigido, já depois de alguns discursos.

"Cullinan entregou por engano o envelope substituto de Melhor Atriz em vez do envelope de Melhor Filme", explicou a PwC, a empresa responsável pela delicada contabilidade dos Óscares durante as últimas oito décadas. "Depois de o erro acontecer, os protocolos para corrigi-lo não foram seguidos com rapidez suficiente por Cullinan ou pela colega", continua o comunicado.

O The Wall Street Journal e o site TMZ.com noticiaram entretanto queminutos antes do erro Cullinan publicou uma fotografia com a atriz Emma Stone no Twitter - uma imagem que foi apagada depois.

Apesar de tanto Brian Cullinan e Martha Ruiz saberem que La La Land não tinha sido o escolhido e que o vencedor errado tinha sido anunciado, a demora a corrigir o erro deu tempo para que a equipa e atores do musical subissem ao palco e para que os produtores começassem os discursos.

Warren Beatty explicou depois, ainda em palco, porque tinha hesitado tanto quando abriu o envelope, dizendo que tinha recebido o de Melhor Atriz - um facto que a PwC só admitiu três horas depois, quando pediu desculpa aos apresentadores e às equipas dos dois filmes envolvidos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub