As pizzarias portuguesas que estão entre as melhores da Europa

O concurso TOP Pizza 2022 distinguiu dois restaurantes portugueses: o Forno d'Oro, em Lisboa, e a Arte Bianca, com espaços na Costa Vicentina.

O chef é nepalês, o restaurante em Portugal, a comida italiana. O Forno d'Oro é o espaço português mais bem classificado nos prémios 50 Top Pizza 2022, um dos concursos mais prestigiados do mundo ao nível da pizza italiana. Esta não é uma estreia para este restaurante - no ano passado ficou em 20.º -, que na edição deste ano tem a companhia do Arte Bianca, posicionado no 49.º lugar.

Para o Forno d'Oro, situado em Lisboa, este é mais um prémio de uma já extensa lista de distinções. Em 2016, Tanka Sapkota, chef nepalês especializado em gastronomia italiana que trabalha há 23 anos em Portugal, foi eleito empresário do ano, e em 2020 ganhou o título das 10 melhores pizzarias napolitanas do mundo precisamente neste TOP Pizza. Além de melhor restaurante português no ranking revelado agora em Milão, o Forno d'Oro conquistou também o prémio de melhor carta de vinhos.

"Sempre que algum dos meus restaurantes conquista um prémio, olho para isso como um incentivo à continuação do nosso trabalho, e ao querer fazer sempre melhor do que ontem", afirma Tanka Sapkota, proprietário de outros três espaços em Lisboa: o Come Prima, o Il Mercato e a Casa Nepalesa.

Na pizzaria Forno d'Oro, que, como o nome indica, tem um forno a lenha forrado a folha de ouro, o chef e a mulher, Sita Sapkota, especializaram-se em pizzas napolitanas. "Essa é uma característica que nos distingue face a muitos outros restaurantes. Comecei a fazê-las em 2010, mas só em 2015 ganharam casa própria aqui", diz o chef, que em 2018 foi eleito Cavaliere da trufa branca de Alba, reconhecimento entregue apenas a 20 pessoas no mundo, e único em Portugal.

O segredo está na massa

A cadeia de restaurantes Arte Bianca, com espaços em Aljezur, Arrifana e Sagres, estreia-se nos prémios Top Pizza, na 49.ª posição. "Este prémio vem refletir os pilares nos quais assenta o Arte Bianca - amor, paixão, inovação e desenvolvimento - sempre com o objetivo de que cada cliente se apaixone pelos pratos que servimos", diz Manuela Mattavelli, fundadora do Arte Bianca. "Acreditamos que esta distinção vai despertar ainda mais a curiosidade dos portugueses e turistas que visitam o país para vir conhecer a essência do Arte Bianca e o trabalho, a paixão e o amor que temos pela boa comida e pela cozinha italiana", acrescenta.

A massa é o elemento-chave da pizza. "O trabalho que temos desenvolvido ao nível das massas-mãe tem sido fundamental para a qualidade do produto final. A nova massa que adicionámos no menu é tão leve que funciona como uma nuvem a suster os ingredientes da pizza", constata Emanuele Zingale, chef e pizaiolo do Arte Bianca. As massas são feitas com farinhas italianas selecionadas, vindas de Dal Mulino, todas elas naturais e altamente digestivas, explicam os responsáveis da cadeia Arte Bianca, a qual possui um laboratório interno, onde se investigam e testam novos produtos e diferentes tipos de massas.

A vitória absoluta no concurso (que exclui os restaurante situados em Itália, distinguidos numa lista à parte) foi atribuída à Peppe Pizzeria, em Paris, pelo segundo ano consecutivo. Um espaço que conquistou também o prémio especial de Pizza Maker of the Year 2022 - Ferrarelle Award.

O 50 Top Pizza resulta de pontuações atribuídas por inspetores anónimos que operam em todo o mundo. Para poder ir a concurso, tido como o mais importante de todos no domínio das pizzas, o restaurante precisa de ser recomendado.

Participaram este ano no concurso restaurantes de 21 países. Os 25 mais bem classificados têm direito a entrar no ranking das 100 melhores pizzarias do mundo, que serão apresentadas em setembro, em Nápoles. A Forono d'Oro está nesse grupo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG