A correr, ACAPO angariou 40 mil euros para a inclusão social de cegos

Sete mil pessoas correram pela ACAPO na 6ª edição da Corrida Montepio, no domingo, em Lisboa.

Sete mil pessoas marcaram presença na 6ª Corrida Montepio, onde o valor de cada inscrição reverteu para a Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO). Ao todo, foram angariados 40 mil euros. É a primeira vez que a instituição que representa os direitos das pessoas com deficiência visual se junta ao Montepio nesta iniciativa, que decorreu no domingo, em Lisboa.

"Corremos uns pelos outros", foi o mote do evento, onde foram percorridos 10 quilómetros de corrida e cinco de caminhada. O desporto associou-se à causa da associação sem fins lucrativos, que confessa estar surpreendida com o valor arrecadado.

Grandes necessidades, poucas respostas. É assim que o presidente da ACAPO, Tomé Coelho, olha para a instituição que dirige. Ainda não definiu para onde será dirigida a verba, mas sublinha ao DN a importância desta para fazer face às "dificuldades financeiras" que hoje encontra. Antes da decisão, sente ser necessário dirigir-se aos seus associados e perceber quais as suas necessidades prioritárias. "Porque por vezes consideramos que elas precisam de umas coisas, quando na verdade precisam de outras", remata.

O valor angariado poderá servir, como acredita, "para uma maior e melhor representação da comunidade cega do país", onde os seniores, parte significativa dos seus associados, são uma das maiores preocupações atuais.

Mas não só. A baixa empregabilidade disponível para os invisuais em Portugal é uma causa para a qual têm reunido mais esforços, através de um departamento de apoio ao emprego. "E nós temos pessoas com deficiência visual muito qualificadas", expressa Tomé Coelho. O presidente da associação considera que o apoio estatal tem sido insuficiente. "Obviamente que o estado já publicou uma legislação onde se compromete a contribuir em 5% das contratações para pessoas com deficiência, mas isso não se verifica na realidade. Existe, mas não é cumprida". Contudo, não generaliza: "ainda há grupos empresariais com um sentido de responsabilidade social muito alto", que pede que sirvam de exemplo para outras. É preciso alertar a sociedade em geral".

Público em geral e atletas de alta competição fizeram parte da iniciativa. Jéssica Augusto, atleta do Sporting Clube de Portugal, foi um dos rostos conhecidos na corrida promovida pela Associação Mutualista Montepio, terminando como vencedora feminina da corrida, ao lado de Avelino Eusébio, do GFD Running, como vencedor masculino.

Em comunicado, o Montepio disse que a iniciativa se revelou a "expressão de cidadania e generosidade dos portugueses". Nas seis edições da Corrida Montepio, a iniciativa conseguiu angariar cerca de 300 mil euros para instituições de solidariedade.

A ACAPO, nascida há quase 29 anos, tem 13 delegações espalhadas pelo país. Surge precisamente a 20 de outubro de 1989, resultante da unificação de três instituições: a Associação de Cegos Louis Braille, a Liga de Cegos João de Deus e a Associação de Cegos do Norte de Portugal - algumas destas criadas já na década de 20.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG