Seropositivo condenado a 24 anos por infetar 30 mulheres

Valentino Talluto, de 33 anos, foi considerado culpado de inflingir "graves lesões" às vítimas

Um homem seropositivo, acusado de ter infetado cerca de trinta mulheres em menos de 10 anos, foi hoje condenado a 24 anos de prisão, anunciou um tribunal de Roma, Itália.

A acusação de "epidemia", que foi pela primeira vez pedida em Itália e que levou o procurador a solicitar prisão perpétua, acabou por ser descartada.

Valentino Talluto, de 33 anos, foi considerado culpado de infligir "graves lesões" à maioria das suas vítimas e condenado a 24 anos de prisão.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG