Operação "intensiva" da GNR vai fiscalizar condução sob efeito de álcool e drogas

A operação "RoadPol - Alcohol and Drugs" pretende "promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave em todo o território nacional continental".

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza entre segunda-feira (5) e o próximo domingo (11) uma "operação de fiscalização intensiva" da condução sob efeito do álcool e drogas, no âmbito do planeamento anual efetuado pela rede europeia RoadPol, foi este domingo anunciado.

Em comunicado, a GNR avança que o objetivo da operação 'RoadPol - Alcohol and Drugs' é "promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave em todo o território nacional continental".

A Rede Europeia de Polícias de Trânsito (RoadPol) é uma organização estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa para melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas. Na sua estratégia de 2020-2022, estabeleceu quatro áreas de atuação no âmbito da segurança rodoviária: as estradas, os veículos, os utilizadores e a velocidade.

Segundo explica a GNR, "estas operações, de âmbito europeu, têm como principal finalidade a criação de um ambiente rodoviário mais seguro através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes procurando, desta forma, influenciar positivamente os utilizadores, levando-os a adotarem condutas que privilegiem comportamentos mais seguros".

Na última operação 'RoadPol - Alcohol and Drugs', realizada entre 04 e 10 de maio, foram fiscalizados 35.249 veículos e testados à alcoolemia e a substâncias psicotrópicas 33.310 condutores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG