Morreu a mulher mais velha do mundo

Era última mulher nascida no século XIX nos EUA. Familiares dizem que viveu tanto tempo devido ao amor e generosidade para com os outros

Susannah Mushatt Jones tinha 116 anos e era a pessoa mais velha do mundo. Era também a última que nasceu no século XIX nos EUA. Em 2015 entrou para o livro de recordes do Guinness devido à sua idade, depois da japonesa Misao Okawa ter morrido aos 117 anos.

O segredo da longevidade, segundo os familiares, esteve no amor que sentia pela família e na generosidade que tinha para com os outros. Susannah nasceu numa quinta no Alabama e tinha 10 irmãos. Segundo o The Guardian, frequentou uma escola especial para raparigas negras, tendo terminado o liceu em 1922. Começou por ajudar a família na agricultura, mas acabou por viajar para Nova Jérsia, para trabalhar como babysitter. Seguiu depois para Nova Iorque.

Nesta cidade criou, juntamente com colegas do liceu, um grupo para angariar fundos para ajudar mulheres jovens afro-americanas a frequentaram a universidade. "Ela adorava crianças", afirmou a sobrinha Lois Judge. No entanto, não teve filhos e foi casada apenas durante alguns anos.

Emma Morano (na fotografia em cima), que vive em Itália, será agora a pessoa mais velha do mundo, sendo apenas alguns meses mais nova que Susannah. Tem 116 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG