Homem "apanhado" a tentar afogar a mulher no rio Águeda

Transeunte foi alertado pelos gritos e interveio, tendo fotografado e gravado a cena como prova para entregar à GNR

Os gritos de pânico de uma mulher alertaram um reformado que se passeava pelas margens do Rio Águeda, junto àquela cidade. Dirigindo-se ao local, depara-se com o que viria a descrever depois como "o acto mais cruel que até hoje tinha visto como humano destes meus 60 anos". Um homem tentava afogar a mulher nas águas do rio, junto à outra margem.

O caso aconteceu na passada sexta-feira, "eram 15 horas e 40 minutos", escreveu a testemunha nas redes sociais. "Ao pedido de socorro de um alerta de uma voz de mulher, reparei que um homem tentava assassinar uma mulher por afogamento nas margens do rio Águeda".

O transeunte conseguiu ainda fotografar "o momento de aflição da mulher" enquanto "era agarrada por este monstro pelo pescoço com toda a força para de baixo de água"

"Ao reparar neste acontecimento, severo pelos valores da vida, gritei da outra margem do rio que o denunciava à GNR", descreve. Ao que o homem lá liberta a sua vítima, que "já toda suja de lama e da água lá fugiu deste monstro humano". Este momento ficou gravado em vídeo, que servirá de prova:

O homem entregou foto e vídeo na GNR e denunciou o caso no Facebook. Tanto vítima como agressor têm, 62 anos. Este está identificado mas, segundo o Porto Canal, o seu paradeiro é desconhecido.

A mulher está já numa casa de acolhimento.

Exclusivos