Injeção mensal de antirretroviral com mesmos resultados que um comprimido por dia

Foram avaliados 230 doentes com VIH/sida a quem foram injetadas moléculas antirretrovirais uma vez por mês

Uma injeção por mês de tratamento antirretroviral mostrou-se suficiente para manter o vírus do VIH/sida indetetável, segundo um estudo hoje publicado e que pode servir para pessoas com a infeção e que diariamente tomam um comprimido.

Foram avaliados 230 doentes com VIH/sida a quem foram injetadas moléculas antirretrovirais de quatro em quatro semanas ou a cada oito semanas durante cerca de dois anos, em dois grupos distintos.

Após este período, 87% dos doentes tinham carga viral indetetável no grupo que recebeu a injeção com intervalo de quatro semanas. Nos que receberam a injeção a cada oito semanas a percentagem de doentes com VIH latente subiu para 94%.

Estas proporções são comparáveis às do grupo de 56 doentes que continuaram a tomar um comprimido por dia, segundo os resultados do estudo que foi hoje apresentado na conferência internacional sobre investigação em VIH que decorre em Paris e que foi igualmente publicado na revista médica britânica The Lancet.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG