Descobertas duas novas espécies no parque de Serralves

Um musgo e um inseto foram encontrados na inventariação relâmpago realizada na terceira edição do Bioblitz

A Fundação Serralves anunciou hoje que na 3.ª edição do Bioblitz, uma inventariação relâmpago da fauna e da flora naquela instituição do Porto, recebeu mais de oito mil crianças e que foram descobertas duas novas espécies.

"Hoje foram descobertas duas espécies, um musgo e um inseto. Isto é muito interessante realmente, porque permite muita interatividade entre os participantes e os investigadores que estão cá a conduzir as oficinas e é algo que nos orgulha muito fazer", declarou aos jornalistas a presidente do Conselho de Administração de Serralves, Ana Pinho, durante uma visita ao evento e em que esteve presente o ministro do Ambiente.

O Bioblitz termina hoje e está aberto ao público em geral de forma gratuita, mas ao longo da última semana passaram mais de oito mil crianças de várias escolas do distrito do Porto, estimando a organização que hoje recebam "milhares de visitantes".

"Estamos muito contentes com a iniciativa até ao momento. Tivemos toda a semana dedicada às escolas (...) e até ontem [sexta-feira] tivemos oito mil crianças que participaram no Bioblitz, o que é muito bom, tendo em conta que esteve uma semana muito chuvosa", contou Ana Pinho.

Segundo a presidente do Conselho de Administração de Serralves, a iniciativa "inovadora" em Portugal é para continuar nos próximos anos, porque, diz, uma das missões de Serralves é continuar a potenciar a Educação Ambiental e chamar a atenção para o Ambiente, que é um grande tema da atualidade.

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes foi convidado a visitar hoje o último dia do Bioblitz e afirmou aos jornalistas considerar a "experiência muito interessante", porque, referiu, "uma das marcas de diferença entre os países é, sem dúvida, a biodiversidade que cada um tem".

"É um facto, que num meio urbano (...) existem experiências de biodiversidade muito interessantes", disse, acrescentando que é da "maior importância poder divulgá-las" para poder fazer Educação Ambiental no espaço metropolitano como o do Porto.

A 3.ª edição do Bioblitz, à descoberta da biodiversidade em Serralves, arrancou no passado dia 09 de maio e prolonga-se até 14 de maio à tarde.

O programa do Bioblitz 2016 inclui saídas de campo conduzidas por investigadores especializados do CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos/InBIO), identificação de animais e plantas com inventariação e registo de dados na plataforma 'online' Biodiversidade e Ambiente, oficinas educativas e um jogo animado de perguntas sobre a biodiversidade.

'Estação de Inventariação das Aves', 'Estação de Inventariação dos Anfíbios e Répteis', 'Estação de Inventariação dos Micromamíferos e Morcegos', 'Estação de Inventariação dos Insetos' ou a 'Estação da Inventariação dos líquenes e cogumelos' são algumas das atividades previstas no programa do Bioblitz.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG