Brasil entrega à PJ homem que matou outro na zona industrial do Porto em 2011

O homem vai agora cumprir a pena de 16 anos de prisão a que foi condenado

As autoridades brasileiras entregaram à Polícia Judiciária (PJ) um homem condenado a 16 anos de prisão por matar outro, na zona industrial do Porto, em setembro de 2011, e que estava foragido à justiça, foi esta sexta-feira anunciado.

Em comunicado, a PJ diz que o arguido foi detido em 01 de outubro de 2020 na cidade de São José dos Pinhais, estado do Paraná, Brasil, na sequência de investigação da Diretoria do Norte da PJ e em cumprimento de mandado de detenção internacional, acrescentando que o detido foi entregue na quinta-feira, "tendo sido transportado para Portugal, devidamente custodiado e sob detenção".

O homem vai agora cumprir a pena de 16 anos de prisão a que foi condenado "pela autoria material de um crime de homicídio qualificado, ocorrido na madrugada de 02 de setembro de 2011, na Zona Industrial da cidade do Porto".

"Na ocasião, em contexto de rixa entre dois grupos de jovens, o arguido, então com 18 anos, terá agredido a vítima com extrema violência, causando-lhe a morte. No dia seguinte ao crime, foi detido pela Polícia Judiciária, tendo nessa altura sido presente às autoridades judiciárias nacionais e sujeito à medida de coação de apresentações periódicas", refere a PJ.

Esta força de investigação criminal conta que "o arguido não cumpriu então a medida de coação e colocou-se em fuga para o Brasil, país onde passou a residir com identidade falsa, até à data da sua detenção, após intensa cooperação policial internacional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG