Jorge Lacão: "Sério aviso às instituições europeias"

O deputado socialista e vice-presidente da Assembleia da República não quer ver "exportado" o exemplo do Reino Unido

Jorge Lacão entende que o resultado do referendo no Reino Unido "é um sério aviso às instituições europeias, no sentido de que têm de fazer mais e melhor para que os povos europeus aceitem os objetivos da União Europeia (UE)". No entanto, avisa o deputado socialista e vice-presidente da Assembleia da República "tal não pode acontecer se os principais dirigentes continuarem a pautar a sua conduta por lógicas meramente financistas e economicistas, em lugar de gerarem confiança real acrescida de proteção dos cidadãos europeus". Lacão lamenta que o presente quadro "incentive formas preocupantes de tendências mais nacionalistas, mais xenófobas e de extrema direita".

Se "queremos demonstrar solidariedade europeia", sublinha, "é preciso fazê-lo com urgência a vários níveis a favor do emprego, da coesão e de uma maior capacidade integrativa, nomeadamente ao nível dos refugiados".

Em relação à possibilidade de outros países também serem pressionados por forças políticas para a realização de um referendo idêntico ao do Reino Unido, Jorge Lacão é frontal: "não creio que a questão de um referendo deva ser transformado numa espécie de moda. As peculariedades do Reino Unido devem ser vistas como tal e não exportadas para outros países".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG