A imagem do encontro entre Marcelo e Fidel Castro

Era só o que faltava: o registo fotográfico do encontro

Marcelo Rebelo de Sousa encontrou-se ontem com Fidel Castro em Havana, Cuba. Não houve comunicação de detalhes sobre esse encontro e sabia-se que este havia sido registado. Faltavam as imagens. O Granma, jornal oficial do Comité Central do partido Comunista Cubano, divulgou hoje a imagem do "encontro amistoso" entre o presidente português e o líder histórico cubano.

A publicação avança que Marcelo e Fidel conversaram acerca de "diversos temas da agenda internacional e sobre as relações de amizade entre ambos os países". O presidente português terá ainda, de acordo com a mesma fonte, comentado o facto de a ONU ter aprovado ontem uma resolução sobre levantamento de embargo a Cuba e de Portugal condenar o bloqueio.

Fidel Castro, que está com 90 anos, esteve no poder em Cuba durante quase meio século, entre 1959 e 2006, quando se afastou por motivos de saúde.

Durante a última década, Fidel fez poucas aparições públicas, mas tem sido um anfitrião de Presidentes e de outras personalidades que visitam Cuba.

Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que Fidel Castro assinala "um certo tempo", lembrando que os jovens da sua geração "acompanhavam à distância" a figura do líder cubano, "uns concordando muito, outros discordando muito".

"Como sabem, eu não era propriamente dos apoiantes, não direi da personagem em si mesmo, mas da política que representava. Em qualquer caso, há na vida personalidades com as quais concordamos ou não concordamos, mas que assinam um certo tempo, isso é um facto", acrescentou.

Questionado sobre se imaginava algum dia encontrar-se com Fidel Castro, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu: "Ah, não, isso eu não imaginava, pois se eu não imaginava ser Presidente da República".

As boas intenções

Os Presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e de Cuba, Raúl Castro, manifestaram a intenção de reforçar as relações económicas, comerciais e de cooperação, segundo uma nota do executivo de Havana.

De acordo com uma nota oficial cubana, o encontro decorreu em "ambiente de cordialidade".

Marcelo Rebelo de Sousa e Raúl Castro "dialogaram sobre o bom estado das relações bilaterais e ratificaram a vontade de ampliar as ligações" económicas, comerciais e de cooperação.

O texto oficial foi também divulgado através da televisão estatal cubana.

No encontro, esteve presente a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, e o embaixador de Lisboa em Havana, Luís Faro.

A delegação cubana era composta pelos ministros da Economia, Ricardo Cabrisas, e do Comércio Externo, Rodrigo Malmierca.

Ler mais

Exclusivos