Carlos César diz que pacote da descentralização não vai tão longe como era desejável

Líder parlamentar do PS diz que, no entanto, é um avanço

O líder parlamentar do PS, Carlos César, afirmou esta quinta-feira que o pacote do Governo de descentralização de competências para as autarquias "não vai, para já, tão longe quanto desejável", mas é um avanço.

"Não chegaremos, para já, tão longe quanto desejável, mas espero que fiquemos mais perto" de uma descentralização mais efetiva, incluindo formas de regionalização, afirmou Carlos César no final do debate, no parlamento, sobre as transferências de poderes e de competências para as autarquias.

Para Carlos César, "uma autarquia reforçada, tal como uma entidade intermunicipal valorizada, tal como uma região que urge descentralizar, são provas de maturidade e um motor acrescido de busca de empreendedorismo".

Todas as propostas, do executivo e dos partidos, PSD, PCP e CDS, deverão ser viabilizadas para debate na especialidade na comissão parlamentar do Ambiente e Poder Local, se a proposta dos sociais-democratas de criar uma comissão eventual for "chumbada".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG