António Costa ausente do debate por opção

Primeiro-ministro estará amanhã no debate quinzenal e deixa as despesas da discussão de hoje aos ministros Pedro Marques e Mário Centeno

O primeiro-ministro António Costa não está nem vai estar hoje presente no debate do Programa Nacional de Reformas e do Programa de Estabilidade. Ao que o DN apurou a ausência do primeiro-ministro é por opção, uma vez que o executivo entende que não é prática o chefe de governo intervir neste tipo de debates.

O executivo pretende que sejam os dois ministros responsáveis pelos documentos (Mário Centeno, pelo Programa de Estabilidade, e Pedro Marques, pelo Programa Nacional de Reformas). Além disso, António Costa está também a fazer a gestão da sua intervenção em sede parlamentar, pois amanhã é dia de debate quinzenal, plenário em que será protagonista.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.