Assédio sexual. Casey Affleck retira-se dos Óscares

Acusação de assédio sexual com oito anos voltou a assombrar o ator

Casey Affleck decidiu não participar este ano na cerimónia de entrega dos Óscares devido ao escândalo de assédio sexual que tem pairado sobre Hollywood nos últimos meses. O caso do ator já vem de 2010 mas voltou à ribalta por causa de todos os outros.

Vencedor do Óscar de Melhor Ator no ano passado, Casey Affleck deveria este ano apresentar a estatueta de Melhor Atriz. No entanto, comunicou à Academia que não irá fazê-lo, segundo confirmou o seu agente.

Uma decisão que a Academia agradece. "Agradecemos a decisão de manter a concentração no espetáculo e nos grandes trabalhos deste ano", disse um porta-voz do organismo citado pela imprensa norte-americana.

No ano passado, a nomeação de Affleck para melhor ator, pelo filme Manchester by the Sea, gerou alguma polémica, nomeadamente depois de a atriz Constance Wu ter publicado vários tweets a criticar a escolha.

"Homens que assediam sexualmente mulheres [para o] Óscar!", escreveu a atriz de forma sarcástica. "[Porque] o bom desempenho num filme é mais importante do que a humanidade, a integridade humana! [Porque] o pobre rapaz precisa [mesmo] de ajuda!", começa por escrever a intérprete, admitindo ter sido "aconselhada a não falar sobre o caso pelo bem da carreira". "Sou mulher e ser humano em primeiro lugar. É disso que sou feita", disse a atriz da série Fresh Off the Boat.

Casey Affleck, irmão de Ben Affleck, foi acusado de assédio sexual em 2010 durante a rodagem de I´m Still Here, que realizou.

A produtora Amanda White acusou Casey Affeck de se ter recusado pagar-lhe o salário se não passasse a noite com ela, além de ter sido alvo de muitos avanços de elementos da equipa de produção, na presença do realizador ou com encorajamento deste.

A diretora de fotografia Magdalena Gorka, por seu lado, acusou Casey Affleck de se ter metido na cama com ela enquanto dormia.

Affleck negou as acusações. O caso foi encerrado após todas as partes terem chegado a acordo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG