10 anos separam estas imagens

Presenças e ausências na missa de Páscoa são fiel retrato dos acontecimentos que, ao longo de uma década, transformaram a família real espanhola

2005. Letizia e Felipe, então príncipes das Astúrias, estão casados há menos de um ano. Debutam, como marido e mulher, na tradicional missa pascal, na qual a família real espanhola tem por tradição deixar-se fotografar. O centro de Maiorca enche-se de súbditos entusiastas, ávidos para ver e fotografar os reis, príncipes, infantas e respetivos maridos e filhos.

2006 seria o último ano em que a família real espanhola se juntaria na catedral de arquitetura gótica, construída entre os séculos XIV e XVI. Seria também última vez que Iñaki Urdangarín, estaria junto dos sogros, cunhados e da mulher, a infanta Cristina. Um prenúncio quase simbólico do que aconteceria, cinco anos mais tarde, ao ser formalmente investigado, e depois, acusado, num escândalo de corrupção e desvio de fundos públicos.

2007. O único o ano em que Felipe e Letizia faltaram, uma vez que a então princesa das Astúrias estava na reta final da segunda gravidez. Foi também o último ano em que Jaime de Marichalar, ex-marido da infanta Elena, esteve presente. 2008 marca a partida definitiva de Jaime de Marichalar da família real, uma vez que foi nesse mesmo ano que o empresário e a infanta Elena anunciaram a sua separação.

2011 é o último ano em que a infanta Cristina marca presença (embora já sem o marido), na celebração pascal. 2014 foi o último ano em que então rei de Espanha, Juan Carlos, juntamente com a mulher, marcava presença na protocolar foto de família à saída da catedral de Palma de Maiorca.

A infanta Elena posava, estoicamente, ao lado do pai, na altura alvo de duras críticas, na sequência dos escândalos relacionados com a viagem ao Botswana, o alegado caso extraconjugal com Corinna zu-Sayn Wittgenstein e o envolvimento da filha, a infanta Cristina e e do genro, Iñaki Urdangarín, no caso Nóos (atualmente a ser julgado barra dos tribunais). Juan Carlos abdicaria a favor de Felipe em junho desse ano.

2015, a primeira vez de Felipe e Letizia enquanto reis de Espanha. Além das filhas, só contaram com a companhia da rainha emérita Sofia. O rei Juan Carlos terá tido a sua agenda própria, privada.

Este domingo, não está ainda confirmado se os reis Felipe e Letizia, juntamente com as filhas, a princesa Leonor, de 10 anos, e a infanta Sofia, de oito, marcarão presença na celebração religiosa em Palma de Maiorca. Não se tratando de um ato oficial, não está marcado na agenda dos reis nem foi confirmado pelo palácio da Zarzuela.

Exclusivos