Vulcão de fogo: Último balanço aponta para 82 mortos

As autoridades estimam que mais de 190 pessoas estão desaparecidas

As brigadas de socorro encontraram esta quarta-feira os cadáveres de outras seis vítimas das erupções do vulcão de Fogo na região de Escuintla, sul da Guatemala, elevando para 82 o número de mortes provocadas pelo desastre natural.

Os corpos foram detetados entre os escombros da comunidade de San Miguel Los Lotes, que ficou soterrada sob milhares de toneladas de material vulcânico.

Entre os corpos resgatados estão dois menores e uma mulher e os restantes são homens adultos. De acordo com o último balanço, 82 pessoas morreram devido à erupção iniciada domingo no grande vulcão situado 50 quilómetros a oeste da capital guatemalteca.

Oficialmente, a Coordenadora nacional para a redução de desastres (Conred) indica 75 vítimas da erupção.

Pelo terceiro dia consecutivo, as brigadas de resgate iniciaram a busca dos desaparecidos pela avalanche de materiais sólidos, líquidos e gasosos expelidos erupção, situado entre os departamentos de Escuintla, Sacatepéquez e Chimaltenango.

As autoridades calculam que 192 pessoas ainda estão desaparecidas, provavelmente entre os escombros ou soterradas nas suas casas.

Sergio García Cabañas, secretario da Conred, assegurou que as operações vão prosseguir até ser detetada a última vítima da tragédia.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG