Tiroteio no Capitólio dos EUA obriga a fechar entradas e saídas

Segundo o jornal Washington Post, o atacante já terá sido detido mas o Capitólio está fechado

Há relatos de tiros no centro de visitantes do Capitólio dos Estados Unidos, em Washington DC, escreve o jornal norte-americano Washington Post. Os funcionários do Capitólio foram informados da situação por email, pedindo que permanecessem em locais seguros. O Washington Post escreve que o atacante foi alvejado pela polícia e levado para o hospital.

O Capitólio encerrou temporariamente as entradas e saídas no edifício. Um agente da polícia ficou ferido sem gravidade.

A polícia de Washington DC escreveu no Twitter que o incidente no Capitólio, onde reúne o Congresso dos Estados Unidos, tinha sido "isolado", não havendo nenhuma ameaça para o público em geral a decorrer.

O centro de visitantes do Capitólio, onde se registou o tiroteio, é um complexo subterrâneo onde os visitantes ao edifício são obrigados a passar por detetores de metais.

O Congresso dos Estados Unidos, que reúne no Capitólio, está de férias da Páscoa. O tiroteio aconteceu apenas poucas horas antes daquela a que estava marcado um exercício de preparação para uma situação de tiroteio - o que, escreve a agência Reuters, "criou ainda mais confusão".

Exclusivos