Príncipe William "preocupado" e "furioso" com Harry

A entrevista dos Duques de Sussex à ITV, durante a viagem por África, deixou William preocupado e não muito contente com o irmão mais novo.

As declarações do príncipe Harry ao canal ITV em que admite sentir a pressão dos tabloides britânicos deixaram William, o irmão mais velho, "preocupado", diz a BBC.

O duque de Cambridge terá dito que espera que Harry e Meghan "estejam bem". Compreende, dizem fontes próximas do príncipe, que os duques de Sussex estão "numa posição frágil".

Na entrevista, que seguia os passados de Harry e Meghan durante a sua viagem por África no início deste mês, o casal afirma que tem lutado com o intenso escrutínio da imprensa tabloide britânica. A duquesa, ex-atriz da série Suits, processou o jornal Mail on Sunday. por ter publicado cartas pessoais. Harry, por sua vez, tomou as mesmas medidas legais contra o The Sun e o Daily Mirror, por gravações ilícitas de conversas telefónicas, há mais de uma década.

William, 38 anos, terá ficado preocupado, mas também "furioso" com o documentário transmitido no domingo, refere a mesma notícia da BBC.

Na entrevista, Harry admitiu que os dois irmãos têm "bons dias" e "maus dias".

Nos últimos meses têm sido publicadas várias notícias sobre alegados desentendimentos entre os dois irmãos, filhos da princesa Diana.

Questionado sobre desavenças entre ambos, Harry disse que "inevitavelmente, acontecem coisas", que resultam, acrescentou, "da pressão em que vive a família", que confirma os alegados desentendimentos entre os dois netos da rainha Isabel II.

"Já não nos vemos tanto como antes, porque estamos muito ocupados, mas gosto muito dele e a maioria das coisas são criadas a partir do nada", afirmou o príncipe Harry dizendo que seguiram "caminhos diferentes".

"Somos irmãos. Sempre seremos irmãos", acrescentou o príncipe Harry, 35 anos, numa nota mais conciliadora.

As notícias sobre um afastamento entre os dois irmãos têm cerca de um ano e levaram-nos a aparecer muito menos vezes juntos, separando até a fundação de caridade que detêm.

Saúde mental, uma luta de Harry

Muito preocupado com as doenças do foro mental, sobre as quais fez campanhas com o irmão e a duquesa de Cambridge, Harry falou sobre a sua própria saúde e como no seu caso lida com a pressão constantemente.

"Uma parte deste trabalho é pôr boa cara mas para mim e para a minha mulher há muita coisa que nos magoa, especialmente quando não é verdade", disse.

Meghan admite que a vida real está a ser difícil

No documentário, Meghan também falou. A duquesa de Sussex, 38 anos, disse que ajustar-se à vida real é "difícil".

"Quando conheci o meu agora marido, os meus amigos ficaram realmente felizes porque eu estava tão feliz", contou. "Mas os meus amigos britânicos disseram-me: 'De certeza que ele é ótimo, mas não o devias fazer porque os tabloides britânicos vão destruir a tua vida."

Meghan admitiu não estar bem, falou sobre os desafios de estar grávida, ser uma recém-mamã e recém-casada e agradeceu a pergunta do entrevistador Tom Bradby. "Obrigada por perguntar, não há muitas pessoas que o façam".

Declarações de Harry não foram bem recebidas

Entre os especialistas em assuntos reais, a decisão de falar sobre o afastamento entre os dois irmãos foi recebida com espanto e questionando a sensatez de Harry, como refere o jornal The Telegraph. A própria rainha terá ficado preocupada com a situação.

Cerca de 2,8 milhões de pessoas viram o documentário, que também será transmitido na quarta-feira (23 de outubro). na cadeia norte-americana ABC.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG