Nancy Pelosi manifesta apoio do povo do EUA à cimeira do clima

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA manifestou esta segunda-feira à Cimeira da ONU sobre Alterações Climáticas (COP 25) o apoio do povo norte-americano ao acordo de Paris, apesar da retirada dos EUA do pacto decidida por Donald Trump.

A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e outros 15 representantes eleitos do Congresso deslocaram-se Madrid para participar na COP 25, naquilo que é visto como um gesto político um mês depois da formalização pelo presidente norte-americano, Donald Trump, da saída no próximo ano do Acordo de Paris. "Estamos aqui para dizer a todos, em nome da Câmara dos Representantes e do Congresso dos EUA, que ainda estamos aqui, ainda estamos aqui", disse Nancy durante uma conferência em que estiveram vários chefes de Estado e de Governo (incluindo Costa Rica, Bangladesh, Holanda) e que precedeu o lançamento oficial da COP 25.

Nancy Pelosi salientou ainda estar "orgulhosa" do compromisso assumido pelas autoridades eleitas que a acompanham neste evento. "No topo da sua agenda, reconhecem o papel dos Estados Unidos em salvar o planeta para as gerações futuras - é uma missão, uma paixão, uma abordagem baseada na ciência", vincou.

A mudança climática, uma "ameaça existencial", coloca problemas de saúde pública, económica e de segurança nacional, disse Nancy Pelosi, acrescentando: "Temos uma responsabilidade moral perante as gerações futuras de transmitir um planeta em melhores condições, no melhor estado possível".

Entretanto, o antigo secretário de Estado norte-americano e diplomara John Kerry lançou oficialmente no domingo uma coligação para combater a crise climática, apoiada por figuras como Leonardo DiCaprio, Emma Watson e Arnold Schwarzenegger.

Chamada "World War Zero", esta iniciativa reúne figuras políticas de diferentes origens, estrelas de cinema e o mundo da música.

Cerca de 200 países presentes na COP estão representados a vários níveis (ministerial, chefe de Estado ou de Governo), mas os Estados Unidos optaram por se fazerem representar por um chefe de delegação - um diplomata.

A cimeira das Nações Unidas sobre o clima (COP25) começou esta segunda-feira em Madrid, com a presença de 50 líderes mundiais, incluindo o primeiro-ministro português, António Costa.

Durante a 25.ª Conferência das Partes (COP 25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que se prolonga até 13 de dezembro, são esperadas delegações de 196 países, assim como os mais altos representantes da União Europeia e várias instituições internacionais, o que pressupõe "a totalidade dos países do mundo", de acordo com um comunicado do Governo espanhol.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG