Líder conservador polaco Kaczyinski culpa Merkel por críticas na imprensa alemã

Kaczynski disse que Angela Merkel é "parcialmente responsável" pelos ataques contra a Polónia nos jornais alemães

O líder do partido no poder na Polónia, Jaroslaw Kaczynski, acusou hoje a chanceler alemã, Angela Merkel, de ser "parcialmente responsável" pelos recentes ataques contra a Polónia na imprensa alemã.

Kaczyinski, considerado o verdadeiro líder do governo, assegurou numa entrevista à rádio polaca que, se puder encontrar-se com Merkel na visita que esta faz à Polónia em fevereiro, lhe transmitirá esse desagrado por atitudes dos 'media' alemães.

O dirigente frisou que tenciona pedir à chanceler alemã para definir "que tipo de relação quer a Alemanha ter com a Polónia", porque ela "não pode ser boa" se a imprensa alemã "suja constantemente o nome da Polónia".

Merkel visita a Polónia a 7 de fevereiro a convite da sua homóloga polaca, Beata Szydlo, segundo anunciou hoje o partido no poder, Lei e Justiça (PiS, direita).

O Partido Lei e Justiça venceu as eleições gerais de outubro de 2015 com maioria absoluta e a linha política que tem seguido, marcadamente conservadora, tem suscitado críticas da comunidade internacional e da imprensa, especialmente a da vizinha Alemanha.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG