Jovem declara-se ao namorado nas redes sociais depois de o matar: "Amo-te para sempre"

A jovem foi transferida para um hospital psiquiátrico

Uma jovem argentina de 19 anos confessou ter matado o namorado a tiro, em Gualeguaychú, na província de Entre Rios, na Argentina. O homicídio de Fernando Pastorizzo, de 20 anos, está a agitar a cidade e no primeiro dia do ano centenas de pessoas marcharam a pedir justiça.

Nahir Galarza chegou mesmo a declarar-se ao namorado nas redes sociais, depois de o ter matado. Horas depois do crime, a estudante de Direito publicou uma fotografia dos dois na rede social Instagram, com a descrição: "Cinco anos juntos, lutando, indo e vindo, mas sempre com o mesmo amor. Amo-te para sempre, meu anjo".

Segundo o El Día, o jovem foi encontrado por um taxista, que ligou às autoridades. Quando a ambulância chegou, Pastorizzo já estava morto.

O principal suspeito era o pai da jovem, agente da polícia. Mas, em interrogatório, Galarza acabou por confessar o crime. A arma usada foi uma pistola de nove milímetros, que roubou ao pai.

Acusada de homicídio, a jovem foi transferida para um hospital psiquiátrico.

Esta não seria a primeira vez que Galarza mostrara ser violenta. O jornal El País relatou que a jovem, juntamente com uma amiga, teriam agredido Pastorizzo à saída de uma discoteca.

Várias pessoas de Gualeguaychú saíram à rua para pedir ao Tribunal que transferisse Galarza para uma prisão comum, pois consideraram que estar num hospital é um privilégio, referiu o El Día.

O fiscal Sergio Rubén Rondoni Caffa disse à comunidade que assim que a jovem estiver emocionalmente equilibrada, será detida.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG