Tailândia. Quem são os Navy Seal tailandeses?

Unidade de operações especiais da Armada tailandesa é a equivalente do Destacamento de Ações Especiais da Marinha portuguesa

Cinco dos mergulhadores envolvidos no resgate subterrâneo dos 12 jovens e o seu treinador, na Tailândia, pertencem à unidade secreta de operações especiais da Armada tailandesa, homóloga do Destacamento de Ações Especiais (DAE) português.

Desconhecidos dos militares portugueses por estarem no outro lado do mundo, os Thai Navy Seal (TNS) - também identificados como Unidade de Assalto e Demolição Subaquática, segundo a Wikipédia - têm algo em comum com os membros do DAE: o treino com os famosos e letais SEAL norte-americanos.

Segundo um SEAL português, falando ao DN sob anonimato por não estar autorizado a falar, o conhecimento existente nessa restrita comunidade militar indica que os TNS "são bastante prestigiados" e estão entre "as melhores unidades asiáticas de operações especiais em meio aquático".

"Estão habituados a trabalhar muitas horas com baixa visibilidade, a mergulhar à noite e com correntes fortes"

Desconhecendo se os SEAL tailandeses têm especialização ou competências na área do salvamento, como a que está a decorrer nas grutas de Tham Luang, o operacional português admitiu que o recurso àqueles militares resultará de estarem "habituados a trabalhar muitas horas com baixa visibilidade, a mergulhar à noite e com correntes fortes".

Os TNS são uma força de operações especiais do Corpo de Fuzileiros na Armada tailandesa, com centena e meia de efetivos. A sua história, que remonta aos anos 1950, está diretamente ligada à dos SEAL norte-americanos.

"Em termos profissionais, um SEAL tailandês não estará abaixo de um norte-americano", admitiu a fonte do DAE.

Conhecidos pela sua capacidade de controlo emocional e coordenação motora, essenciais nesse tipo de unidades militares, os SEAL - acrónimo em inglês de Mar, Ar e Terra - tailandeses podem ser empregues naqueles três espaços operacionais por parte dos responsáveis militares do país.

Operações encobertas, ações de reconhecimento e incursões anfíbias são algumas das atividades que os TNS podem desempenhar, atuando sozinhos ou em apoio de outras forças - a exemplo do que os operacionais do DAE fazem nas operações de combate à droga da Polícia Judiciária no alto mar.

Notícia atualizada às 16:50, com a informação dada por um SEAL português.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...