Papa recebeu arcebispo de Lyon condenado por encobrir abusos sexuais de menores

O Papa Francisco recebeu o cardeal Philippe Barbarin, que iria apresentar a renúncia do seu cargo desde que foi condenado por encobrir os abusos sexuais contra menores cometidos durante 25 anos pelo padre Bernard Preynat.

O Papa Francisco recebeu nesta segunda-feira o arcebispo de Lyon, o cardeal Philippe Barbarin, depois de este ter anunciado que iria apresentar a demissão ao ser condenado por encobrir o abuso sexual de menores na sua diocese.

Barbarin, 68 anos e há já 17 anos à frente da Arquidiocese de Lyon, foi condenado a 7 de março, no mesmo dia em que avançou que iria ao Vaticano para apresentar a sua renúncia ao Papa.

No momento, o Vaticano informou apenas que o encontro ocorreu, o que indica que o Papa Francisco levará tempo para tomar uma decisão sobre a sua renúncia ao cargo do cardeal Barbarin.

O cardeal francês Philippe Barbarin foi condenado a seis meses de prisão com pena suspensa por ter encoberto um caso de abuso sexual de um padre da sua diocese.

Barbarin sentou-se no banco dos réus juntamente com outros responsáveis eclesiásticos em janeiro, acusados de não terem denunciado os abusos cometidos contra menores durante 25 anos pelo padre Bernard Preynat.

O caso tornou-se público a 23 de outubro de 2015, dia em que a diocese de Lyon revelou que tinha recebido queixas contra o padre Bernard Preynat por "agressão sexual a menores" cometida 25 anos antes.

Ler mais

Exclusivos