Britânicos pró-europeus alertam para risco de brexit cego

Movimento contra a saída da União Europeia adverte que um acordo promovido por Berlim e Paris para salvar a face é pior do que não haver acordo.

O movimento contra o brexit People's Vote alerta para os riscos de um acordo tão vago que pode ser pior do que não haver acordo entre Bruxelas e Londres.

Este grupo reagiu ao The Guardian sobre as notícias de que o governo alemão se preparava para dar sinais de que estaria disposto a ceder no acordo quanto às relações futuras entre o bloco comunitário e o Reino Unido.

Nos bastidores teme-se que o negociador chefe da União Europeia, Michel Barnier, com o apoio de Berlim e Paris, ofereça um acordo cego, na perspetiva de que os restantes países temam o cenário de não se chegar a acordo.

Até agora, a França e a Alemanha insistem que as relações após o brexit devem ser pormenorizadas com as ligações comerciais futuras.

Para o brexit chegar a bom porto, Bruxelas e Londres têm de chegar a acordo sobre a fronteira irlandesa, os direitos dos cidadãos e o cheque que os britânicos têm de endossar.

No que diz respeito ​​​às relações futuras, é mais provável que os deputados conservadores e trabalhistas aceitem um compromisso o mais vago possível, avança o jornal inglês.

Aterrorizados por não chegarem a acordo

O deputado Chris Leslie é a voz de quem teme uma manobra para salvar as aparências mas que poderá sair cara no futuro.

"Um brexit cego levaria o Reino Unido para o mesmo lugar que um brexit sem acordo, mas sem a clareza deste. A ideia de que as contradições fundamentais da política do governo sobre o brexit são mais facilmente resolvidas com a saída da UE é simplesmente ridícula", afirmou o trabalhista ao Guardian.

"Um brexit cego está a ser falado porque alguns veem-no como um acordo de curto prazo para salvar a face do governo britânico e da União Europeia, ambos aterrorizados perante um humilhante brexit sem acordo", conclui.

Fontes em Berlim negaram, contudo, que o governo alemão tenha dado instruções no sentido de se caminhar para um acordo vago.

Ler mais

Exclusivos