Evita almoça com Carmona e Salazar

Argentina Eva Duarte Perón visitou Portugal no verão de 1947.

O mausoléu da família Duarte está longe de ser dos mais imponentes do cemitério da Recoleta, em Buenos Aires, mas há sempre flores frescas nele. É sinal de que muita gente se recorda com carinho de Eva Duarte Perón, a jovem atriz que se tornou companheira do general Juan Perón e primeira-dama da Argentina. Evita, como lhe chamavam os admiradores, esteve em Portugal no verão de 1947, numa visita oficial em que foi recebida por António de Oliveira Salazar, chefe do governo, e por Óscar Carmona, Presidente da República. Que Portugal fosse então uma ditadura pouco lhe importava, com Eva Perón a proclamar a simpatia do povo argentino por Portugal mal aterrou em Lisboa. Conhecida como "a rainha dos descamisados", fez questão de conhecer a obra social do salazarismo, visitando o bairro da Encarnação e a sede da FNAT (antepassada do Inatel). Deu ainda um salto a Setúbal e, fugindo à agenda, almoçou no Guincho com o rei Humberto II de Itália, exilado em Portugal. Evita tinha então 28 anos. Morreu cinco anos depois, no auge da beleza e da influência política, o que fez nascer o mito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG