Sintra tem novos centros de saúde na vila, em Agualva e Almargem do Bispo

Sintra, Lisboa, 27 jun 2019 (Lusa) -- O centro de saúde de Sintra entrou hoje em funcionamento nas novas instalações no bairro da Esfefânea, na vila, juntando-se ao de Agualva, que abre sexta-feira de manhã, e ao de Almargem do Bispo, aberto no início do mês.

O novo centro de saúde de Sintra "abriu hoje às 08:00", no edifício que resultou da recuperação e ampliação da antiga residência do médico Desidério Cambournac, no bairro da Estefânea, confirmou à Lusa fonte oficial do Agrupamento de Centros de Saúde (Aces) de Sintra.

As novas instalações, que substituem as que funcionavam num prédio de habitação junto à estação ferroviária de Sintra, abrangem "cerca de 21 mil utentes" e foram financiadas em cerca de 900 mil euros, investimento totalmente suportado pelo município com apoio de fundos comunitários.

O novo espaço "respeita todo o exterior da casa existente, com a construção de raiz de dois blocos em forma de "U", com uma volumetria que não ultrapassa a altura" do imóvel onde residiu o médico sintrense, informou a autarquia.

O edifício, reformulado para permitir o acesso a pessoas com mobilidade reduzida, através de rampas ou elevador, possui 14 gabinetes médicos, quatro gabinetes de enfermagem, um gabinete de "consulta mulher", três salas de tratamento e duas de espera.

O novo equipamento reaproveitou o projeto de ampliação do imóvel, antes destinado para a sede da Junta de Freguesia de Sintra, após a paragem durante anos devido à falência da empresa construtora contratada para a empreitada.

Na sexta-feira de manhã, de acordo com informação do Aces, entra em funcionamento o novo centro de saúde de Agualva, equipamento que abrange cerca de 30.400 utentes da União das Freguesias de Agualva e Mira Sintra.

"Os nossos munícipes merecem ter acesso à saúde com dignidade e a construção do centro de saúde de Agualva é a concretização disso mesmo", afirmou o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta (PS), citado numa nota da autarquia.

O centro de saúde, composto por duas unidades de saúde familiar, está agora localizado junto do mercado de Agualva, num edifício construído de raiz com três pisos.

A Unidade de Saúde Familiar (USF) 1 dispõem de um gabinete saúde para atendimento a mulheres e sobre planeamento familiar, dois gabinetes de consulta internos, três gabinetes de enfermagem, uma sala de tratamento de pensos, uma sala de tratamentos injetáveis, zona de apoio comum, sala de espera e receção.

A USF 2 é composta por receção e sala de espera, zonas de apoio administrativo e de prestação de cuidados de saúde, outro gabinete de saúde feminina e planeamento familiar, dois gabinetes de consulta interna, três gabinetes de enfermagem, salas de tratamento de pensos e injetáveis, oito gabinetes de consultas, sala de reuniões e para funcionários com cafetaria.

A construção do centro de saúde, num investimento de 1,1 milhões de euros, foi financiada em 30% pelo município de Sintra, que também cedeu o terreno e foi responsável pela obra.

O novo centro de saúde de Almargem do Bispo abriu portas em 03 de junho, em Casal do Rebolo, para um universo de cerca de 7.600 utentes, mediante um investimento de 775 mil euros da Câmara de Sintra.

O equipamento, que serve a União das Freguesias de Almargem do Bispo, Pero Pinheiro e Montelavar, possui um gabinete de planeamento familiar, quatro gabinetes médicos, dois de enfermagem e dois de tratamentos.

Segundo a autarquia, o município está a desenvolver um programa de investimento na área da saúde, de oito milhões de euros, que abrange a construção de cinco novos centros de saúde: Queluz, Agualva, Sintra, Almargem do Bispo e Algueirão-Mem Martins (ainda em construção) e o futuro Hospital de Proximidade de Sintra, no valor de 29,617 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG