Música pop e hip hop juntam-se à eletrónica em festival na Figueira da Foz

O festival de música eletrónica RFM Somnii, que decorre em julho na praia da Figueira da Foz, vai ter pela primeira vez artistas mundiais de pop e hip hop como cabeças de cartaz, anunciou hoje a organização.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, os promotores do Somnii referem que a oitava edição do festival, sétima na Figueira da Foz, que decorre na praia do Relógio durante três dias, entre 05 e 07 de julho, irá oferecer "novos géneros musicais", além da eletrónica de dança, propondo "alargar a oferta" ao pop e hip hop.

"Diariamente, no palco principal, atuará, como cabeça de cartaz, um grande nome de referência mundial [daqueles géneros musicais]", sustenta a organização, que anuncia para 07 de julho, último dia do Somnii, a estreia "em grandes festivais nacionais" do 'rapper' norte-americano Tyga.

O comunicado adianta, no entanto, que o "conceito eletrónico" do festival irá continuar "como nos anos anteriores" - em que o cartaz foi sempre composto por DJ e produtores de música eletrónica - frisando que em 2019 o Somnii vai "pela primeira vez (...) repetir artistas" presentes em edições passadas.

São os casos do holandês Dom Diablo e do francês DJ Snake - os dois primeiros DJ confirmados para a edição deste ano - que regressam ao palco instalado na praia da Figueira da Foz depois de ali terem atuado em 2016, primeiro ano em que o festival decorreu durante três dias consecutivos.

Na nota, a organização, a cargo do grupo Braver, em parceria com a RFM, afirma que o evento "ambiciona ser o maior festival nacional em bilhetes vendidos, área coberta e em consumos por parte do público visitante".

"Vamos alargar o evento e o espírito do RFM Somnii a vários locais do centro urbano [da cidade do litoral do distrito de Coimbra], tornando-se na maior manifestação cultural em Portugal", assinalam os promotores, anunciando que o centro da Figueira da Foz, durante três dias, "será invadido por artistas, espetáculos surpresa, zonas de tertúlia e lazer, experiências e festas especiais".

Outras novidades para 2019, segundo a organização, incluem a promoção de uma campanha intitulada "O nosso sonho é uma praia limpa", com todas as bebidas a serem servidas em copos recicláveis, ou a utilização de uma pulseira digital de acesso ao recinto do Somnii, "que marca, desde já, esta edição, a nível tecnológico", refere.

Em novembro de 2018, em declarações à Lusa, Marco Azevedo, da Sociedade Lusa de Espetáculos, empresa do grupo Braver produtora do festival, argumentou que a mudança prevista para 2019 "vai ser brutal".

"Queremos mudar a forma do evento, o evento vai revolucionar a Figueira da Foz, vamos fazer o festival crescer mesmo muito. A Figueira da Foz vai ser a capital de Portugal no entretenimento durante aqueles dias", declarou.

O mesmo responsável acrescentou que o Somnii quer levar 200 mil pessoas ao areal da praia do Relógio, o dobro das entradas da última edição.

"Esperamos duplicar o público e, com isso, também duplicar o número de turistas. Vamos conseguir fazer isso", garantiu Marco Azevedo.

O RFM Somnii surgiu em 2012 na praia de Moledo e a primeira edição na Figueira da Foz decorreu no ano seguinte, promovida pelo Casino local. Em 2014, a Câmara Municipal assumiu a parceria e assinou, no final desse ano, um primeiro contrato válido por três edições, repetido em 2017 com novo acordo que se conclui em 2020.

Exclusivos