Mercado liberalizado de eletricidade com mais 11,8 mil clientes em março

Redação, 25 jun 2019 (Lusa) -- O número de clientes no mercado liberalizado de eletricidade em março deste ano registou um crescimento líquido de cerca de 11,8 mil face a fevereiro, de acordo com dados divulgados pela ERSE - Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Em comunicado, o regulador acrescenta que o total acumulado do mercado livre ultrapassou os 5,1 milhões de clientes em março, "o que representa um crescimento de aproximadamente 2,6% face ao [período] homólogo".

A ERSE revela ainda que o número de clientes que deixa "a carteira do comercializador de último recurso (CUR) para a de um comercializador em mercado continua a ser inferior (cerca de 25%) ao número de consumidores que troca de comercializador já em regime de mercado".

De acordo com o regulador, registou-se no mesmo período uma redução de consumo de 127 gigawatts/hora (GWh) em relação a fevereiro de 2019, "atingindo 43.289 GWh no mercado livre, o que representa um decréscimo de 0,3% face ao mês anterior e um aumento de cerca de 2,0% face ao homólogo. O consumo no mercado livre representa em março cerca de 93,9% do consumo total registado em Portugal continental", assegura a ERSE.

O regulador destaca ainda que a quase totalidade dos grandes consumidores já está no mercado livre e que no caso dos domésticos, em março, este segmento já tinha um peso de 86%.

De acordo com a ERSE, no período em análise, a EDP Comercial "manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (80%) e em consumo (41%)", sendo que, face a fevereiro, a sua quota de mercado diminuiu 0,2 pontos percentuais em número de clientes.

A Endesa lidera em clientes industriais (27%) e a Iberdrola em grandes clientes (33%).

Por sua vez, o "mercado liberalizado de gás natural cresceu 4% no espaço de um ano, entre março de 2018 e março de 2019, atingindo um número acumulado de 1,208 milhões de clientes. Face ao mês anterior registou-se um aumento de 0,4%", lê-se no mesmo comunicado.

A ERSE adianta ainda que permanecem no mercado regulado "cerca de 280 mil clientes esmagadoramente concentrados no segmento de pequenas e médias empresas (PME) e residenciais".

Registou-se um aumento no consumo de 79 GWh face a fevereiro, atingindo 42.333 GWh em março, o que representa um acréscimo de 0,2 pontos percentuais face ao mês anterior e 3,6%, face ao mês homólogo.

"Quanto ao consumo do segmento de clientes industriais no mercado livre, registou-se um aumento face ao mês de fevereiro, representando já cerca de 96% do consumo total do segmento. Nos consumidores das pequenas e médias empresas essa percentagem atinge os 74% e nos consumidores residenciais chega aos 83%", diz a ERSE.

A Galp mantém-se como "principal operador no mercado livre em consumo (60,2%), enquanto a EDP Comercial continua a liderar em número de clientes (54,5%), apesar da quebra registada desde março de 2018", de acordo com o regulador.

Exclusivos