Continente investe 2 ME na compra de três mil toneladas de trigo português

O Continente assinou hoje, em Beja, um contrato com seis operadores da fileira dos cereais, investindo dois milhões de euros na compra de três mil toneladas de trigo português.

Com a aquisição, a cadeia pretende assegurar que todo o pão de trigo produzido nas lojas é de origem, exclusivamente, nacional.

Segundo o Continente, a parceria representa mais de 20% da produção nacional de trigo panificável, estando prevista a produção de 3,5 mil toneladas de pão.

O acordo foi formalizado hoje, no âmbito da Ovibeja, entre os administradores da Sonae MC e representantes do Agrupamento de Cereais do Sul, da Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches, da Cooperativa Globalqueva e da Gérmen.

"A parceria foi formalizada na presença do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, e representa um importante incentivo para o relançamento da produção de cereais em Portugal. Trata-se de um setor onde o país está profundamente dependente de importações, tendo em conta que 90% do trigo utilizado na produção de pão e massas é de origem estrangeira", disse, em comunicado, o Continente.

O contrato de fornecimento foi promovido pelo Clube de Produtores Continente e pelo Clube Português dos Cereais de Qualidade, representando "o culminar de um projeto que se iniciou em 2016, altura em que foi feito um ensaio para a produção de 50.000 pães de cereais do Alentejo".

"O relançamento da produção de cereais foi também motivado pela estreita colaboração entre investigadores do INIAV -- Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária -- e as organizações de produtores de cereais, que permitiram ao setor identificar as variedades de trigo mais adequadas para a realidade nacional", acrescentou.

De acordo com o boletim mensal da agricultura e pescas, divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) em 20 de março, a precipitação verificada em março potenciou um aumento de produtividade de 10% no trigo.

Conforme as previsões do instituto, o trigo mole deverá passar de uma produção de 2.051 (valor provisório) quilogramas por hectare (kg/ha) em 2017 para 2.250 kg/ha.

Por sua vez, o trigo duro poderá passar de 2.261 kg/ha, registados no ano anterior, para 2.480.

Exclusivos