Brexit: Agricultores temem que saída do Reino Unido leve a cortes na PAC pós 2020

Os agricultores temem que a saída do Reino Unido da União Europeia ('brexit') potencie cortes na reforma da Política Agrícola Comum (PAC), segundo o presidente da CAP, que falava, em Lisboa, à margem de um seminário sobre alterações climáticas.

"Obviamente os agricultores temem cortes na PAC [pós 2020]. O senhor ministro da Agricultura já disse e com razão, que o Orçamento da União Europeia tem um ponto de interrogação associado à saída do Reino Unido", referiu Eduardo Oliveira e Sousa da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP).

Conforme indicou o responsável, os países que mais contribuem para o orçamento estão "renitentes" em aumentar os seus contributos.

"Se não for possível colmatar a saída do Reino Unido, os custos associados à nova forma da política da União Europeia, que vai ter acréscimos de defesa, no lado da proteção das fronteiras e dos imigrantes, pode significar alguma redução da Política Agrícola", considerou.

Para Eduardo Oliveira e Sousa, ao verificar-se a situação descrita, os agricultores vão sentir uma "redução nos rendimentos e nos investimentos para enfrentar o futuro".

Já em 19 de fevereiro, o ministro da Agricultura havia garantido que Portugal bater-se-á, até ao limite das suas forças, pela manutenção do orçamento da Política Agrícola Comum, quando se fala em cortes que podem chegar aos 30%.

"Tive oportunidade de dizer que de nada valem as boas propostas sem um orçamento adequado. E insisti na necessidade de manutenção do atual orçamento da PAC, isto porque, de acordo com a mais recente comunicação da Comissão Europeia sobre as perspetivas financeiras, apontam-se três cenários: a redução do orçamento da PAC em 30%, que teria um impacto enorme na redução dos apoios à agricultura como é evidente, um cenário dois que aponta para uma redução de 15% e um orçamento que aponta para a manutenção do orçamento atual", apontou Capoulas Santos, em declarações aos jornalistas à margem de uma reunião de ministros da Agricultura da União Europeia, que decorreu em Bruxelas.

Exclusivos